Com PAC, Corumbá recebeu mais investimentos em infraestrutura

Um grande avanço no setor de drenagem e pavimentação asfáltica ocorreu com a inclusão de Corumbá no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Esta parceria entre o Município e o Governo Federal permitiu, por exemplo, concluir a pavimentação do bairro Popular Nova, necessária para livrar a região das constantes inundações em períodos de chuvas, com a implantação de rede de águas pluviais, mudando radicalmente a vida de uma comunidade sofrida que, até bem pouco tempo atrás, vivia no completo esquecimento.

No local, o primeiro passo foi execução de drenagem profunda, com uso de equipamentos pesados para vencer o terreno rochoso. Esta foi a primeira fase do projeto. Os investimentos somaram R$ 1.018.500 (R$ 970 mil repassados pelo Governo Federal, via emenda parlamentar, e R$ 48,5 mil como contrapartida da Prefeitura). Foram executados seis quilômetros de drenagem, preparando as ruas para o asfalto.

A drenagem na Popular Nova foi sequência dos serviços executados pela Prefeitura no bairro Nossa Senhora de Fátima, na Rua Luis Feitosa Rodrigues. Esta rede vai captar toda a água que desce da região de morraria, no sentido centro, responsável por inundações de residências não só na Popular, mas também no Nossa Senhora de Fátima.

Além da drenagem, a Prefeitura executou também pavimentação asfáltica, como parte do pacote de obras lançado pelo prefeito Ruiter, com aplicação de R$ 79,3 milhões em benefícios para toda a cidade. Foram aproximadamente 36,8 mil metros quadrados de asfalto (equivalente a 23 quadras), um investimento de R$ 2,024 milhões, oriundos do PAC, com contrapartida do município.

Cristo Rendentor

O Cristo Redentor foi outro bairro beneficiado pelo PAC. Ruas em péssimas condições de tráfego, muita poeira. Durante as chuvas, inundações e lama. Para os moradores , tudo isso faz parte do passado. No local, a Prefeitura investiu em obras de drenagem e pavimentação asfáltica. Só drenagem foram dois quilômetros. Já asfalto atingiu 42 mil metros quadrados (26 quadras).

Por meio do PAC foi atendido também o Aeroporto. No local a Prefeitura executou implantação de 6.430 metros de drenagem, além de pavimentação de 80 mil metros quadrado. Foi a solução deu um drama antigo. As inundações em época de chuva, agora estão no passado. Além disso, representou a valorização de um bairro localizado próximo ao centro, mas que vivia num completo esquecimento.

No conjunto habitacional Ana de Fátima Brites Moreira, o Projeto Casa Nova, os investimentos somam R$ 28,5 milhões (R$ 24,2 milhões do PAC, através Governo Federal, via Ministério das Cidades, e R$ 4,2 milhões de contrapartida da Prefeitura). Os recursos estão garantindo 800 casas, 800 metros de galerias de águas pluviais (drenagem), pavimentação asfáltica de 102.868 metros quadrados (28 quadras e 44 alamedas), além de equipamentos urbanos, como Centro de Educação Infantil, Unidade de Saúde, Centro de Referência de Assistência Social e uma praça esportiva.