Ambulantes participam de sorteio de barracas para Carnaval 2011

Definidos os pontos de vendas dos vendedores em barracas e ambulantes para o Carnaval 2011 de Corumbá. Os interessados compareceram na tarde desta sexta-feira (18) no prédio da Superintendência de Cultura para participar do sorteio dos espaços que serão utilizados para a comercialização de produtos artesanais, bebidas e alimentos.

Para dar maior rapidez ao atendimento, o sorteio foi dividido em duas partes. Primeiramente o superintendente de Turismo, Rodolfo Assef, explicou os locais onde ficariam as barracas e os pontos, para em seguida começar o sorteio dos espaços para os ambulantes. As áreas disponibilizadas pela Prefeitura Municipal estarão divididas em três setores, localizados nas ruas XV de Novembro, Frei Mariano e Major Gama, no entorno do circuito da folia. Cada ambulante terá que pagar uma taxa de R$102,85 para poder atuar nos dias de folia.

O segundo sorteio da tarde foi o das barracas da Praça de Alimentação. Os pontos de venda ficarão concentrados na rua Sete de Setembro, abaixo da Avenida General Rondon, na Praça Generoso Ponce. Cada vendedor deverá pagar R$471,90 para utilizar o espaço durante os cinco dias de festa. Tiveram preferência no sorteio os ambulantes e "barraqueiros" que passaram por um curso oferecido pela Prefeitura de Corumbá no início deste mês. Na capacitação foram repassadas questões sobre higiene e conservação de alimentos, depósitos de resíduos sólidos e atendimento ao público. As barracas e os pontos de venda estarão disponíveis para os sorteados a partir do dia 3 de março.

Edileia Maria Ribeiro Pinto, de 46 anos, foi uma das sorteadas como vendedora ambulante. A dona de casa trabalha vendendo espetinho, bebidas e sarravulho durante os dias de folia. "Todos os anos eu monto meu ponto, pois se torna um momento da família curtir o carnaval e ganhar um dinheiro extra", revelou. Tradição também presente na família de Inácia de Oliveira Almeida, de 35 anos. "Minha sogra vendia cachorro-quente, mas como ela ficou muito doente eu assumi no lugar dela e isso já tem 8 anos. Para mim, quanto mais festa tiver em Corumbá, melhor, pois assim eu consigo uma renda para sustentar meus filhos", disse.

Os comerciantes sorteados serão responsáveis pela venda de bebidas, alimentos e artesanatos aos foliões que vão curtir o Carnaval em Corumbá, proporcionando emprego e renda para a população local. Estimativa da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal em 2010 mostra que cada turista gastou em média R$120 durante os dias do evento, representando R$ 5,4 milhões a mais na economia corumbaense, sem considerar os pagamentos com cartões de crédito e débito, compensando expressivamente o investimento feito pela Prefeitura Municipal na realização do evento.