Vigilância notifica 33 imóveis que apresentaram focos da dengue

O setor de Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde já está com relação contendo relação de 33 imóveis existentes na cidade, considerados como de alto risco para a saúde pública. No interior dos mesmos, durante o último Levantamento de Índice Rápido de Infestação de Aedes aegypti (LIRAa), foram encontrados focos de proliferação do mosquito transmissor da dengue e os proprietários podem ser penalizados inclusive com multas, em caso de reincidência.

A relação dos imóveis foi encaminhada à Vigilância Sanitária pela Coordenadoria Geral de Vigilância em Saúde da Secretaria, que já está fazendo um trabalho de orientação junto aos moradores destas residências, para que eliminem os focos, contribuindo para a prevenção e combate à dengue. A partir de agora, os fiscais vão visitar estes imóveis e efetuar a notificação.

Segundo a médica veterinária Viviane Ametlla, coordenadora geral de Vigilância em Saúde, em caso de reincidência, a Vigilância Sanitária, com base na lei complementar 102/2007, vai agir com maior rigor, inclusive multando os responsáveis. Ela lembra que isto já acontece atualmente com relação aos terrenos baldios, imóveis fechados e até mesmo empresas, que estão sendo notificadas e multadas, caso não mantenham estes locais em condições, livres de focos da dengue. "O mesmo acontecerá com os imóveis residenciais", diz, lembrando que esta é uma forma de fazer com que a população faça a sua parte, mantendo seus imóveis limpos.

Relação

A relação dos imóveis levantada durante o último LIRAa e que serão notificados pela Vigilância Sanitária estão localizados na Alameda Catarina, 58, bairro Dom Bosco; rua Porto Carreiro, 708; Delamare, 1.272/4; Antonio João, 1.408/3; Dom Aquino, 01, e Santa Cruz, 56, todos no centro 1, todos no estrato 1.

No estrato 2 são na Avenida General Dutra, 500; Albuquerque, 77; Sargento Aquino, 08; General Dutra, 06, e BR 262, 01, no bairro Maria Leite. Rua Santo Antonio, 04, e na Alameda Sonia, 72, no Universitário; rua Ricardo Franco, 35/5; Oriental, 1.055, e na Porto Carreiro, 612/13, no centro 2.

No estrato 3, os imóveis notificados são: José B. Maciel, 18, e Alameda Oito, 06, no Guatós. Rua São Paulo, 12, e Tiradentes, 13, no Cristo Redentor. Rua Tiradentes, 07; Campo Grande, 194/2, e João Afonso, 14, na Popular Verlha, e o imóvel número 83, na General Ozório, no Nossa Senhora de Fátima.

No estrato 4, os notificados são os imóveis existentes na rua Projetada, 11, e na Edu Rocha, 4.500, ambos na Nova Corumbá. Na rua José Sabino, 08; Allan Kardec, 47/2, alameda Carneiro, 107; Cyríaco de Toledo, 1.588; Gonçalves Dias, 163/1, e também na Gonçalves Dias, 155, todos no bairro Aeroporto.