Ruiter planeja concluir 2,5 mil moradias até o fim de seu governo

A construção de 2,5 mil unidades habitacionais em Corumbá até o fim de 2012 é o que pretende o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT). A expectativa, expressa por ele na noite desta quarta-feira (22), durante a entrega da primeira etapa do conjunto Ana de Fátima Brites Moreira, é reduzir o déficit habitacional em pelo menos 55%, melhorando a qualidade de vida das famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social. Dados do Plano Local para Habitação de Interesse Social (PLHIS) dão conta de que este déficit é de 4,5 mil moradias.

"Hoje, estamos com 1.250 casas construídas ou em construção. Devemos iniciar outras 676 unidades já em meados do ano que vem. Totalizando quase 2 mil unidades que estarão à disposição da população. Além disso, teremos outras 400 novas moradias do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento. Se Deus quiser, e Ele há de querer, vamos chegar ao fim de nosso mandato com 2,5 mil casas prontas e entregues", ressaltou o chefe do Executivo corumbaense.

Na solenidade, ao anunciar a sua meta, Ruiter fez referência especial ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dizendo que "um dos maiores estadistas que o Brasil já teve" tem sido também um grande parceiro de Corumbá. "Não bastassem todos os investimentos que a cidade já recebeu, no próximo dia 29, ele estará lançando, em âmbito nacional, milhares de casas do programa Minha Casa, Minha Vida, de zero a três salários mínimos. E Corumbá será o primeiro município de Mato Grosso do Sul a assinar contrato", disse.

O prefeito comentou que todas estas benfeitorias são gratificantes e que o deixam emocionado por estar "vivenciando tudo isto com a população corumbaense, em especial com as famílias que realmente necessitam de condições mais dignas de vida, com o sonho da casa própria realizado". Ele também agradeceu aos parceiros conquistados ao longo do tempo, como parlamentares da bancada sul-mato-grossense em Brasília-DF, do deputado estadual Paulo Duarte (PT), além do próprio presidente Lula.

Ruiter fez ainda uma referência especial à sua equipe, em nome dos secretários municipais Cássio Augusto da Costa Marques (Gestão Governamental), Ricardo de Campos Ametlla (Desenvolvimento Integrado) e Luiz Mário Preza Romão (Habitação e Regularização Fundiária). Em nome dos três, elogiou e agradeceu a toda a equipe técnica do PAC comandada por eles. "Sem uma equipe a gente não constrói, não solidifica, não consegue emergir para conquistar frutos positivos e vivenciar momentos como este", salientou.

Números significativos

Das 1.250 unidades que estão em execução atualmente em Corumbá, 800 são do PAC-Casa Nova, 112 pelo PAC-FNHIS (Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social), e outras 338 casas do Pró-Moradia. Além disso, a Prefeitura doou 135 lotes que vão possibilitar a construção de casas para famílias cadastradas pelo Movimento Nacional de Luta Pela Moradia (MNLM), residentes na região do Loteamento Pantanal.

Com estas unidades, o déficit já está sendo sensivelmente reduzido na cidade. São 2.385 novas moradias, com grande possibilidade de esse número aumentar ainda mais, principalmente pelo fato de que a Prefeitura está estabelecendo novas parcerias, que permitirão a construção de mais casas. Entre os parceiros estão a Fundação Vale e empresas que atuam na área da construção civil.