Ruiter homenageia militante da habitação com nome de conjunto

Em um momento de muita emoção e que representou um marco para a habitação popular em Corumbá, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) enviou à Câmara dos Vereadores uma mensagem sugerindo o nome para o conjunto habitacional do PAC-Casa Nova. O empreendimento, inaugurado na noite desta quarta-feira (22), passará a se chamar Ana de Fátima Brites Moreira, atendendo a um pedido dos próprios novos moradores. O documento foi entregue ao vereador Carlos Machado (PT) durante a solenidade de inauguração das 272 primeiras moradias do conjunto, e agora deve ser apresentado aos demais parlamentares.

O nome atende a um pedido para homenagear uma das diretoras do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM) de Corumbá, que faleceu em 2009. "Ana de Fátima ajudou na construção do conjunto Pantanal e do Cravo Vermelho II, e do conjunto Nova Aliança em Ladário, por meio de mutirão. Ela era uma coordenadora ativa do movimento e ajudou a aplicar a Política Nacional de Habitação em Corumbá. A sua morte foi uma grande perda para nós e, por isso, esta homenagem é mais do que merecida. É um orgulho esse reconhecimento por parte do prefeito Ruiter, que nos escutou", disse o integrante do MNLM, Iracemi Pereira da Cruz.

A militante agora ficará eternizada, dando o nome a um dos símbolos de sua luta: os conjuntos habitacionais. "Quero lembrar da saudosa companheira Ana, uma amiga que lutou muito e está viva neste momento conosco em nossos corações", disse outra integrante do MNLM, Julia Gonzalez.

Ex-funcionária da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Ana de Fátima faleceu em 23 de fevereiro de 2009, uma semana após o Carnaval, depois de sofrer um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Além da luta por moradia aos mais necessitados, ela também participava do movimento negro e do candomblé. "Eu recebo esta homenagem com muita emoção, pois ela foi muito guerreira, batalhadora e lutou muito para conseguir casas a tantas pessoas" comentou o funcionário público Leopoldo Moreira Neto, esposo de Ana, com quem viveu 24 anos e teve dois filhos e quatro netos.