Ruiter exalta parceria para capacitar trabalhadores corumbaenses

A presença do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS) em Corumbá é, na avaliação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), uma excelente oportunidade de se promover a capacitação do trabalhador local. "É um sonho nosso, um desejo que está se materializando, que é qualificar a mão de obra para o mercado de trabalho e, quem sabe, até exportar trabalhador", sintetizou, durante ato na manhã desta quinta-feira (9), que marcou o reforço da parceria estabelecida entre a Prefeitura Municipal e a instituição.

Na ocasião, o prefeito oficializou a cedência do Espaço Educacional para a realização dos cursos técnicos profissionalizantes que o instituto está trazendo para Corumbá. Ele lembrou que o local já abriga três cursos técnicos na modalidade à distância, iniciados em setembro, e que, a partir de fevereiro de 2011, outros três cursos técnicos profissionalizantes de nível médio também vão ser realizados no Espaço, enquanto as obras da sede própria não estejam concluídas.

Ao falar da implantação de um campus do IFMS em Corumbá, Ruiter elogiou a política educacional adotada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que terá continuidade com a nova presidente Dilma Rousseff. Segundo ele, esta política está dando condições de qualificar o trabalhador da região pantaneira, para atender a demanda local. "O mercado necessita de pessoas qualificadas e isto está sendo possível. Era um desejo nosso desde o início da primeira gestão, que está acontecendo agora. É uma oportunidade para aquelas pessoas que estão procurando se qualificar", enfatizou.

O prefeito observou que os três cursos programados para iniciar em fevereiro, são extremamente importantes porque, além de atender a demanda local, os futuros profissionais poderão aproveitar oportunidades fora da região. Ele se referiu ao relato feito pelo reitor do IFMS, Marcus Aurélius Stier Serpe, sobre a contratação de mão de obra chinesa para trabalhar em uma plataforma da Petrobrás em Ipojuca-PE, devido à ausência de técnicos da área de metalurgia (soldadores para construção naval) naquela região.

Apoio

Marcus Aurélius, agradeceu o apoio recebido do prefeito Ruiter e de seus assessores, lembrando os secretários Cássio Augusto da Costa Marques (Gestão Governamental) e Hélio de Lima (Educação). "Tudo isto só está acontecendo devido à parceria estabelecida com a Prefeitura, que, além da área onde está sendo construído o prédio do instituto, está nos cedendo um outro espaço para a realização dos cursos", comentou.

O reitor já prevê, a partir da entrada do prédio em funcionamento, atender de 1,2 mil a 1,5 mil alunos. Conforme lembrou, os cursos serão gratuitos e variados, atendendo vários setores que já estão sendo analisados e discutidos com a sociedade e com o Poder Público. Ele revelou a possibilidade de se implantar um ‘lago escola' para atender um dos setores importantes da economia local, a pesca, e que a implantação de cursos superiores é "uma questão de tempo".

Hoje, com os três cursos programados para 2011, serão 320 vagas na cidade. Marcus Aurélius destacou que, para os cursos de Técnico em Metalurgia, Técnico em Informática e Técnico em Manutenção e Suporte em Informática, o Instituto abrirá vagas inicialmente, para 20 professores e 15 trabalhadores do setor administrativo. "Serão chamadas as pessoas aprovadas no concurso", lembrou.