Ritmos do Atabaque abre comemorações de fim de ano na cidade

O projeto Ritmos do Atabaque marca início das comemorações de final de ano em Corumbá. Será nesta quarta-feira (29). O evento está incluído na programação do Louvação a Iemanjá, evento tradicional na região e que integra o calendário cultural da cidade. Os festejos vão até o dia 31 de dezembro e é mais uma realização da Prefeitura Municipal de Corumbá, por meio da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal/Superintendência de Turismo.

Esta é a segunda edição do projeto na cidade. A abertura acontece às 20h, no Teatro de Arena do Porto Geral, na rua Manoel Cavassa, às margens do rio Paraguai. No local estão sedo montadas tendas com comidas e produtos religiosos, bem como para atendimento ao público (consultas individuais para adivinhações).

José de Carvalho Junior, superintendente de Turismo, explicou que o projeto foi idealizado pelos próprios religiosos, que foi prontamente inserido no calendário das festividades de final de ano. "Vem ao encontro da política adotada pelo nosso prefeito Ruiter Cunha, que é apoiar a manutenção das tradições culturais, entre as quais as religiões de matrizes africanas", explicou. No local a sociedade corumbaense e os turistas terá oportunidade de conhecer um pouco mais das manifestações religiosas de culto africano.

A Umbanda é uma religião formada dentro da cultura religiosa brasileira que mistura vários elementos de outras religiões como o catolicismo, o espiritismo e as religiões afro-brasileiras. Não existe uma fonte única que reflita a origem da Umbanda. Mantém-se na Umbanda o sincretismo religioso com o catolicismo e os seus santos, assim como no antigo Candomblé dos escravos, por uma questão de tradição, pois antigamente fazia-se necessário como uma forma de tornar aceito o culto afro-brasileiro sem que fosse visto como algo estranho e desconhecido, e portanto, perseguido e combatido.

Em decorrência de suas raízes, a Umbanda tem um caráter eminentemente pluralista, compreende e valoriza as diferenças. Não há dogmas ou liturgia universalmente adotada entre os praticantes, o que permite uma ampla liberdade de manifestação da crença e diversas formas válidas de culto. A máxima dentro da Umbanda é "dê de graça, o que de graça recebeste: com amor, humildade, caridade e fé".

Programação

Além do Ritmos do Atabaque, a programação de fim de ano em Corumbá prossegue amanhã, dia 30, com uma missa solene na Igreja Nossa Senhora da Candelária, seguida da tradicional lavagem da escadaria da Igreja com água de cheiro, ato que reúne representantes das tendas de Umbanda e Candomblé. Logo após a missa e do ritual da lavagem da escadaria, os fiéis seguem em cortejo para a prainha do Porto Geral onde é realizada a Louvação à Iemanjá. As oferendas à Rainha das Águas também serão realizadas na noite de 31 de dezembro, no mesmo local.

Para o dia 31, a Prefeitura programou ainda um show na Praça Generoso Ponce, a partir das 23 horas. No local vão se apresentar a Banda do Roxo, que brindará o público até a chegada do Ano Novo, que será saudado com um show pirotécnico previsto para o alto do Morro São Felipe. Após a meia noite, já em 1º de janeiro, o show na Generoso Ponce tem sequência, com as presenças da Banda do Roxo e passistas das escolas de samba, Grupo Sedução, apresentação da Bateria Show com o Mestre Felipe e, no encerramento, o Grupo Sempre Assim.