Prefeitura entrega hoje as primeiras unidades do PAC-Casa Nova

Foi uma espera de mais de dois anos desde o início dos alicerces, mas nesta quarta-feira (22), 272 famílias de Corumbá realizam definitivamente o sonho da casa própria ao receber das mãos do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) as chaves das moradias do PAC-Casa Nova, no bairro Guató. A entrega da primeira etapa do conjunto Ana de Fátima Brites Moreira, que a Prefeitura Municipal constrói com recursos próprios e do Programa de Aceleração do Crescimento, ocorre às 17 horas, na Rua 21 de Setembro, quadra 55, e vai tirar das precárias condições de vida 171 famílias do Cravo Vermelho III, 15 do antigo prédio da Alfândega, 17 do Morro do Cruzeiro II, nove do Cravo Vermelho I (antigo lixão) e 60 do loteamento Lar para Todos.

Com investimento de R$ 28.525.000, sendo R$ 24.246.250 do Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades, e outros R$ 4.278.750 de contrapartida municipal, o novo conjunto é formado por 800 moradias. Dessas, 561 já foram concluídas e outras 178 estão em fase de conclusão. Nesta primeira etapa, estão sendo entregues 272 que já estão com as redes de distribuição de água e de coleta de esgoto prontas para ligação. A edificação das casas ocupa uma área equivalente a 13 quadras, sendo que cada quadra comporta 68 unidades, todas com alamedas pavimentadas, além de uma área verde no centro para atender a comunidade local. Quatro lotes foram destinados à implantação de empreendimentos comerciais.

O PAC-Casa Nova é um projeto diferenciado que, além das 800 unidades, dotou o conjunto de uma série de equipamentos urbanos, como Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), praça de esporte e lazer – ambos em construção -, pré-escola e creche, e ainda uma Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF). Além disso, nasce com toda infraestrutura necessária, com a implantação de 800 metros de galerias de águas pluviais e 45,8 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica (28 quadras), em fase de conclusão. Para acelerar o reassentamento de outras famílias, a Prefeitura já solicitou à Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) a implantação de rede de água e esgoto em todas as demais residências.

Outro diferencial da iniciativa é o trabalho social realizado com as famílias ao longo do período de espera, que incluiu cursos profissionalizantes e de geração de renda, e palestras sobre temas como preservação do meio ambiente no bairro e convivência e socialização com os vizinhos. Além disso, os novos moradores puderam acompanhar de perto o andamento das obras e receber assistência social e orientação necessárias. Entre os dias 23 e 29 deste mês, ao lado da equipe social do programa, todas as 272 famílias vão vistoriar as casas e receber as chaves, podendo realizar a mudança. Entre as novas moradias, cinco são destinadas a idosos e duas a portadores de deficiências, todas adaptadas para esta clientela.

As primeiras vistorias, de caráter simbólico, foram realizadas na manhã de terça-feira (21), quando cinco famílias, uma de cada localidade contemplada nesta etapa, constataram as perfeitas condições do local e atestaram que as casas estão prontas para serem ocupadas. "É inacreditável. O sonho de toda mulher é ser mãe e ter sua casa própria. Estou muito perto de realizar esse segundo sonho, que há uns anos parecia impossível", comentou a dona de casa Mônica Ritari, 30 anos, então moradora do Morro do Cruzeiro II. "Estou ansiosa para finalmente pegar as chaves da minha casa. Agora quero comprar tudo novo. Casa nova, móveis novos e vida nova", acrescentou a manicure Fabíola Santos de Souza, 22 anos, até hoje moradora do antigo lixão.