Para Ruiter, novo conjunto foi a maior conquista de seu governo

Emocionado, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) afirmou que a inauguração da primeira etapa do conjunto habitacional Ana de Fátima Brites Moreira, ocorrida na noite desta quarta-feira (22), foi a maior conquista de seus seis anos de governo. Na ocasião, o chefe do Executivo corumbaense realizou a entrega das primeiras 272 moradias de um total de 800 que estão sendo construídas na cidade pela Prefeitura Municipal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC-Casa Nova. A iniciativa, cujo investimento é de R$ 28,5 milhões, está contribuindo sensivelmente para a redução do déficit habitacional local, até então estimado em 4,5 mil moradias.

"Foi um projeto que a gente fez e, graças a Deus, estamos concretizando hoje", afirmou o prefeito, citando que uma das novas moradoras do conjunto, Mônica Ritari, 30 anos, visivelmente emocionada, chorou ao receber as chaves de seu novo lar. "A nossa emoção certamente foi igual ou maior à dela. Emoção de poder estar com ela participando de um momento como este, tão especial para a gente. Não só eu, mas toda a equipe está sensibilizada com este ato. Foi de fato a conquista da maior envergadura do nosso governo", acrescentou.

Para Ruiter, o acesso à casa própria está sendo o caminho para a cidadania para as primeiras 272 famílias que estão sendo reassentadas no novo conjunto, principalmente para aquelas famílias que estavam em situação mais vulnerável. "Estamos disponibilizando a estas famílias o que há de melhor. Otimizamos os recursos e pudemos entregar um conjunto com toda infraestrutura e conforto", acentuou, referindo-se à implantação da rede de esgoto sanitário, que tornou desnecessárias as fossas sépticas. Com isso, os recursos foram aplicados na melhoria da própria casa, inclusive com a possibilidade de ampliação e até espaço para lazer no interior do conjunto.

Conforme relatou Ruiter, o ato foi a materialização de um sonho, de toda uma vontade e de uma política pública planejada desde o início do primeiro mandato. "Era o maior desafio que nos foi colocado quando assumimos. O grande problema de Corumbá era o déficit habitacional. Dados da Agencia Estadual de Habitação na época já apontavam um déficit de mais de 4 mil moradias. Era uma missão muito difícil, um verdadeiro desafio, mas a gente se dedicou, foi buscar recursos e, por meio de projetos bem elaborados e de parceiros fundamentais, obtivemos êxito", salientou.

O prefeito destacou também que um dos grandes parceiros estava em Brasília-DF, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, ao lançar o PAC, abriu um enorme campo para Corumbá reduzir seu déficit habitacional. Para ele, Lula apoiou o desenvolvimento da cidade, proporcionando conquistas imensas nas áreas de infraestrutura urbana, saúde, educação, saneamento básico e habitação. "Conseguimos nos credenciar no programa graças ao presidente Lula, que incluiu Corumbá na primeira etapa, destinada apenas a municípios com mais de 150 mil habitantes. Nossa cidade foi inserida por conta da articulação política e, acima de tudo, à sensibilidade que o presidente teve conosco", enfatizou.

A mesma sensibilidade, na avaliação do prefeito, está sendo demonstrada até mesmo no fim do governo do presidente. É que no próximo dia 29, Lula lança a nova etapa do programa Minha Casa, Minha Vida. "Corumbá será o primeiro município de Mato Grosso do Sul a assinar o contrato", anunciou, após receber confirmação do superintendente da Caixa Econômica Federal, Paulo Antunes Siqueira.