Lula assina protocolo e garante mais R$ 69 milhões para Corumbá

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva formalizou nesta segunda-feira (6) a liberação de mais R$ 69 milhões para Corumbá, por meio da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Durante solenidade na Presidência da República, em Brasília-DF, da qual participou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), o presidente assinou o Protocolo Federativo do PAC 2, que garante a execução de mais obras na cidade.

Os novos recursos do PAC serão aplicados em projetos voltados à urbanização de assentamentos precários, contenção de encostas, pavimentação e qualificação de vias urbanas, além de saneamento básico (água e esgoto). "Foi a confirmação dos projetos pleiteados, que já estavam pré-selecionados", destacou Ruiter, lembrando que serão mais R$ 69 milhões em investimentos, divididos entre Município e Estado, totalizando mais de R$ 200 milhões em investimentos na cidade nas duas etapas.

Os recursos, conforme o prefeito, garantirão mais obras nos setores de habitação, saúde, lazer, infraestrutura (drenagem e asfalto), beneficiando os bairros Cristo Redentor, Popular Nova, Jardim dos Estados e Maria Leite. Foi confirmado também liberação de verba para o projeto de prevenção de riscos e contenção de encostas nas regiões do Beira Rio, Cervejaria, Generoso e Porto Geral. "Tudo isso é resultado da filosofia de governo adotada pelo presidente Lula, que abriu espaço para dialogar, conversar com os municípios", observou.

Conforme Ruiter, a obtenção dos recursos mostra a importância de se trabalhar com projetos. "Adotamos esta política e, se há recursos, quem apresenta projetos tem grandes chances de ser contemplado. É o que está acontecendo", comentou, destacando também a força da articulação política. Neste sentido, ele elogiou o trabalho da bancada federal de Mato Grosso do Sul e citou as constantes viagens a Brasília, para contatos diretos com integrantes da equipe do presidente Lula.

Com a formalização do PAC 2, Corumbá terá recursos para pavimentar 17 quadras no bairro Maria Leite, com investimento de R$ 2,5 milhões, recursos que serão liberados em forma de financiamento; desenvolvimento do programa de urbanização de assentamentos precários (favelas, encostas e outras áreas de risco), com implantação inclusive de unidades habitacionais na Popular Nova, Jardim dos Estados, Cristo Redentor e Guatós, num valor estimado de R$ 30 milhões, além de uma Unidade Básica de Saúde e uma escola, bem como aplicação de R$ 3 milhões, com recursos próprios da Prefeitura, para viabilizar as melhorias nestes bairros da parte alta da cidade.

Foi formalizado também o projeto de prevenção de riscos e contenção e encostas nos bairros Cervejaria, Beira Rio, Generoso e Porto Geral, no valor de R$ 650 mil. O pacote conta também com R$ 19,1 milhões para obras de ampliação do sistema de abastecimento de água da cidade, e R$ 15,4 milhões para ampliação do sistema de esgotamento sanitário, estes dois últimos, direto com o Estado.

PAC Social

Ruiter informou ainda a confirmação, durante o ato comandado pelo presidente Lula, da inclusão de quatro obras importantes para Corumbá, dentro do PAC Social: construção de duas unidades básicas de Saúde, uma Unidade de Pronto Atendimento 24 horas (vai ser no bairro Maria Leite), além de uma praça de esporte e lazer no Jardim dos Estados. Ele permanece em Brasília, onde cumpre agenda no Ministério das Cidades para tratar de assuntos relativos à segunda etapa do Programa Minha Casa, Minha Vida, no âmbito do qual está pleiteando mais casas para reduzir o déficit habitacional local.