Corumbá se prepara para iniciar 112 casas autorizadas pela Caixa

A Prefeitura de Corumbá foi autorizada pela Caixa Econômica Federal, no fim de novembro, a iniciar a construção de mais um conjunto habitacional na cidade. Desta vez, serão construídas 112 casas no Bairro Guató, parte alta da cidade, por meio do PAC-FNHIS (Programa de Aceleração do Crescimento/Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social), do Governo Federal, em parceria com o Município. O anúncio foi feito há um mês pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que deve assinar a ordem de serviço nos primeiros dias de 2011.

No novo conjunto, serão investidos R$ 2.081.449,72, sendo R$ 1.976.600 oriundos do Orçamento Geral da União, e R$ 104.849 de contrapartida municipal. A autorização por parte da Caixa se viabilizou após análise de todo o processo licitatório, procedimento que permite à Administração municipal dar sequência a um planejamento que visa reduzir o déficit habitacional na cidade, hoje estimado em 4,5 mil moradias.

Além das 112 casas do PAC-FNHIS, o município está implantando 800 unidades na parte alta da cidade, com total infraestrutura, por meio do PAC-Casa Nova, 338 pelo Programa Pró-moradia, e já doou 135 lotes para a construção de casas para famílias cadastradas pelo Movimento Nacional de Luta Pela Moradia (MNLM), residentes na região do Loteamento Pantanal.

Além disso, foram inauguradas recentemente as primeiras 56 unidades habitacionais (apartamentos) do Residencial Boulevard Parque Pantanal, o primeiro empreendimento do programa Minha Casa, Minha Vida concluído e entregue do Mato Grosso do Sul. Ainda no âmbito desse programa, a Prefeitura já trabalha a construção de outras 636 unidades habitacionais para atender famílias de baixa renda, com até três salários, e, no início deste mês, o prefeito Ruiter anunciou a implantação de mais 400 casas do PAC 2, totalizando 2.477 novas moradias na cidade, reduzindo o déficit habitacional em 55%.