Corumbá recebe ambulância de suporte avançado do Samu-192

A Secretaria Executiva de Saúde Pública de Corumbá recebeu nesta quarta-feira (22) a terceira ambulância disponibilizada pelo Ministério da Saúde para implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) na região. Este é o primeiro veículo de suporte avançado que chega a cidade. Os outros dois, de suporte básico, já estão à disposição do Município e devem começar a operar até o fim de janeiro. "Ao terminarmos a capacitação dos agentes que atuarão nestas ambulâncias e quando a Central de Regulação estiver implementada, o Samu começará a funcionar", explicou o secretário executivo Lauther da Silva Serra.

A unidade de suporte avançado conta com um médico, enfermeiro e motorista, enquanto as unidades básicas são preparadas para operar com um técnico em enfermagem, além do motorista. Cada uma delas tem rede de oxigênio, prancha longa de madeira para imobilização da coluna, colares cervicais, cilindro de oxigênio, talas de imobilização de fraturas e desfibrilador.

O Samu-192 é um programa implementado pelo Governo Federal em parceria com estados e municípios. No início do mês, a Prefeitura capacitou duas turmas de enfermeiros, técnicos de enfermagem, motoristas de ambulância e militares do Corpo de Bombeiros. Além dos veículos, ambulanchas também atenderão as cidades pantaneiras de Corumbá e Ladário. O Governo Federal ainda vai disponibilizar um avião e um helicóptero para atender todo o Mato Grosso do Sul.

As unidades vão trabalhar de forma integrada com as Unidades de Pronto Atendimento (UPA 24h). Corumbá terá dois destes equipamentos, sendo um no bairro Guató, onde a construção já foi iniciada, e outra no bairro Maria Leite, esta confirmada no último dia 6 pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião com prefeitos sobre a segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Os prédios, além de abrigar uma das ambulâncias do Samu, serão responsáveis pela prestação de serviço pré-hospitalar específico para pequenas e médias urgências e emergências, inclusive odontológicas, e pacientes graves.