Seminário de Agroecologia começa na quinta-feira em Corumbá

Corumbá será sede, nesta quinta e sexta-feira (18 e 19) do 3º Seminário de Agroecologia de Mato Grosso do Sul. Com abertura marcada para as 8 horas da quinta-feira, no anfiteatro Salomão Baruki, o evento será realizado simultaneamente à 4ª Mostra da Agricultura Familiar e a 2ª Feira de Sementes e Mudas. Trata-se de uma realização em parceria Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa Pantanal), Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS – Campus Pantanal) e da Prefeitura Municipal.

As inscrições para o Seminário podem ser feitas pela Internet até esta quarta-feira (17) pelo endereço eletrônico http://www.cpao.embrapa.br/seminarioagroecologia2010/, sendo que o custo é de R$ 15 para agricultores e estudantes e R$ 30 para profissionais e outros participantes. Para quem deixar para se inscrever no dia, os valores passam para R$ 25 e R$ 50, respectivamente.

Estão programadas oficinas sobre sistemas agroflorestais diversificados, café em bases agroecológicas, olericultura agroecológica, homeopatia animal, sistemas participativos de garantia – SPGs, alimentação animal na seca, educação agroecológica, artesanato agroecológico, acesso a mercados de produtos agroecológicos, fruticultura agroecológica, plantas medicinais, homeopatia vegetal, jovens rurais e a agroecologia.

Na quinta-feira, no período das 10 horas às 11h30, está programada uma mesa redonda com painéis sobre caminhos entre a intenção e a prática, reconstrução do ambiente agrícola e experiência de transição agroecológica. Na sexta os painéis vão discutir bovinocultura de leite, criação de pequenos animais, bovinocultura de corte, comércio justo e solidário, Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

As atividades do seminário serão realizadas no anfiteatro Salomão Baruki, nas salas de aulas e outras estruturas no Campus Pantanal da UFMS e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) de Corumbá. O evento tem participação da Embrapa Agropecuária Oeste, Embrapa Gado de Corte, Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural (Agraer), Associação de Produtores Orgânicos de Mato Grosso do Sul (Apoms), Superintendência Federal de Agricultura – MS/Mapa, Unisol Brasil -Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários e Sebrae-MS.

A Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect-MS) e o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea-MS) apoiam a iniciativa.