Recursos para Corumbá só vão aumentar, garante ministro Padilha

O ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, garantiu ao prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), na quinta-feira (18), que os investimentos federais em Corumbá serão ainda maiores em 2011. Conforme ele, esta certeza deve-se à capacidade da Administração municipal de elaborar projetos para captar os recursos disponíveis, e à posição estratégica que a cidade ocupa no âmbito da integração sul-americana. A declaração foi feita durante visita de Ruiter ao ministro em Brasília-DF para agradecer a destinação de R$ 69 milhões para diversos projetos de infraestrutura, por meio da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).

"No Mato Grosso do Sul, Corumbá é uma das cidades que mais captaram recursos do PAC 1 e do PAC 2. Somando os dois, já são mais de R$ 200 milhões em investimentos para habitação, saneamento básico, tratamento de água e esgoto, pavimentação, e isso não vai parar", garantiu Padilha, prosseguindo: "O município está recebendo mais de R$ 80 milhões da primeira etapa do PAC para dar continuidade às suas obras e, no ano que vem, pela capacidade do Ruiter e sua equipe, novos projetos serão apresentados. Então, a presidente eleita Dilma Rousseff vai seleciona as propostas em todas as áreas para o PAC 2, e Corumbá continuará sendo contemplada".

Na avaliação do ministro, Corumbá vive o melhor momento de sua história recente, graças a uma combinação de fatores. Entre eles, estariam a postura do Governo Lula de tratar a cidade como um grande polo para integração com os países vizinhos, garantindo investimentos em infraestrutura, e a atuação da Prefeitura como "pedinte assídua" em Brasília. "O Ruiter tem o cuidado de levar para a cidade todas as nossas políticas e programas, seja na área da educação, cultura, saúde. Quando o presidente Lula pensa em um projeto, no outro dia o Ruiter já tem uma proposta para captar recursos nos ministérios, e isso é extremamente decisivo", assinalou.

Integração

Durante a conversa com o prefeito corumbaense, Alexandre Padilha fez questão de enfatizar que Corumbá é um símbolo da integração sul-americana para o Governo Lula, e continuará sendo no Governo Dilma. "A nova postura do presidente Lula e do Brasil com os nossos vizinhos, nossos irmãos, tem gerado uma relação muito positiva, de fraternidade, solidariedade e parcerias para o desenvolvimento e o progresso, ao contrário de disputas e contendas, que foram comuns nos anos anteriores". Para ele, é deste contexto que a cidade tem se beneficiado e poderá fazê-lo muito mais com os investimentos previstos dos dois lados.

"Nós sabemos o quanto Corumbá é importante para o desenvolvimento do Brasil e da Bolívia, e que esse desenvolvimento e parceria passam exatamente pela cidade, que é um canal tão importante de circulação de mercadorias e pessoas", ressaltou o ministro. As parcerias firmadas entre os dois países, na avaliação dele, têm criado projetos conjuntos que realmente contribuem para a melhoria da qualidade de vida das populações, sempre com a decisiva participação dos governantes locais. "Se podemos dizer que há um lugar onde a parceria com os nossos vizinhos sul-americanos se expressa da forma mais positiva, este lugar é Corumbá", salientou.