Participação dos tutores foi fundamental para credenciamento

A garra e empenho dos profissionais da área da saúde pública foram fundamentais para o credenciamento das 10 primeiras Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Corumbá na Rede Amamenta Brasil. Esta é a opinião da coordenadora nacional da rede, Amanda Moura, que também participou da solenidade de certificação na tarde de quarta-feira (17). Conforme ela, por meio das oficinas de formação dos tutores da rede foi possível multiplicar a importância da amamentação. "O tutor é o pilar da rede. Se não houver um tutor engajado e fortalecido, não conseguimos avançar", observou.

Para que Corumbá pudesse ter as 10 unidades credenciadas no programa federal, foi necessária a mobilização de vários setores da Administração municipal. "O apoio da Prefeitura, da Secretaria Executiva de Saúde e de outras secretarias foi fundamental para a adesão da cidade", ressaltou a coordenadora, para quem o esforço em conjunto tem um resultado especial. "Sem dúvida, quando a cidade consegue melhorar os índices de aleitamento materno, reduz a mortalidade infantil. Além disso, a mãe diminui as chances de ter câncer de mama, de ovários e diabetes. Outra questão é a ligação entre mãe e filho, que fica fortalecida", completou.

A Rede Amamenta Brasil é uma estratégia de promoção, proteção e apoio à prática do aleitamento materno na Atenção Básica, por meio de revisão e supervisão do processo de trabalho interdisciplinar nas unidades básicas de saúde. A iniciativa é apoiada nos princípios da educação permanente em saúde, respeitando a visão de mundo dos profissionais e considerando as especificidades locais e regionais. As Unidades de Saúde Doutor Breno de Medeiros, Dom Bosco, Doutor Gastão de Oliveira, Nova Corumbá, Doutor Humberto Pereira, Doutor Enio Cunha, Aeroporto, Beira Rio, São Bartolomeu, Taquaral e os 16 tutores formados no município receberam a certificação.