Concerto de Santa Cecília ocorre neste sábado no Salomão Baruki

A décima edição do Concerto de Santa Cecília ocorre neste sábado (13) em Corumbá, tendo como principal atração a Banda de Música Manoel Florêncio, mantida pela Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal/Superintendência de Cultura. Parte da programação comemorativa aos 50 anos da banda, o espetáculo está previsto para começar às 20 horas no Anfiteatro Salomão Baruki e, mais uma vez, terá participação especial do Coral Cidade Branca.

O concerto é uma oportunidade para os corumbaenses e turistas que visitam a região conhecerem o talento e virtuosismo dos jovens músicos. Aos 50 anos, a banda tem sido sempre um atrativo em apresentações na cidade. No início dos anos 2000, ganhou um evento especial, com seus integrantes passando ser "artistas principais" de um espetáculo que leva o nome da padroeira dos músicos, Santa Cecília, cujo dia é celebrado em 22 de novembro.

Nas nove edições anteriores do concerto, a banda proporcionou ao exigente público momentos inesquecíveis, executando peças imortais do repertório sinfônico mundial, sem esquecer as músicas populares e os temas de filmes. Nesta décima edição, promete superar-se em qualidade e ineditismo, especialmente pelo fato de o concerto marcar a culminância das celebrações do cinquentenário da instituição, fundada em 1960.

Os músicos já iniciaram os ensaios para o Concerto de Santa Cecília, sob orientação dos regentes José Carlos Marques Pereira e Kleber de Carvalho Jares, e do regente convidado Sebastião Lemes da Cunha, ex-aluno da banda, para proporcionar ao público momentos emocionantes com a execução de peças de Pixinguinha, Beethoven, Rossini, Wagner, entre outros.

O espetáculo será abrilhantando ainda mais com a participação do Coral Cidade Branca, regido pelo maestro Luciano Gibaile, como na Sinfonia nº. 9, de Beethoven. Também participa a soprano Dorcas Albano de Abreu, que, com sua voz marcante, dará vida à música Quem sabe?, de autoria de Carlos Gomes.

Para o maestro José Carlos, o Concerto será o coroamento de todo o trabalho realizado pela Banda e Escola de Música durante este ano jubilar, demonstrando mais uma vez o crescimento qualitativo dos jovens músicos, os quais dia a dia se superam para "dar o melhor de si à arte musical, apesar de todas as dificuldades e entraves que encontramos".

O espetáculo

O Concerto de Santa Cecília será aberto com Carmina Burana, de Carl Orff, com participação do Coral Cidade Branca. A programação terá ainda Bolero, de Maurice Ravel; Fate of the Gods (Destino dos Deuses), de Steven Reineke; coleção musical dos Anos 70; España, de Émile Waldteufel; Nona Sinfonia de Beethoven; Carinhoso, de Pixinguinha; Missão Impossível, de Lalo Schifrin; Sinfonia de Louvor, de Ted Huggens; O maior amor de todos, de Wynite Hills; William Tell, de Gioacchino Antonio Rossini; Quem Sabe?, de Carlos Gomes; Orfeu no inferno, de Jacques Offenbach, e Tannhäuser, de Richard Wagner.