Ruiter anuncia R$ 600 mil na revitalização da Cacimba da Saúde

A Prefeitura vai investir R$ 600 mil na revitalização do Eco Parque Municipal Cacimba da Saúde. A informação é do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) e integra o pacote de obras lançado durante as comemorações do aniversário de Corumbá, que prevê aplicação de R$ 11,1 milhões em benfeitorias em toda a cidade, tanto área urbana quanto rural. O termo de autorização para abertura de processo licitatório da obra foi assinado pelo chefe do executivo corumbaense, durante ato ocorrido no Centro de Convenções do Pantanal.

Os investimentos vão permitir integrar o Eco Parque à comunidade local, escolas e demais entidades, solucionando conflitos de utilização e a preservação do local. A autorizar início de processo licitatório, o prefeito assegura a utilização do espaço para o uso múltiplo da comunidade de entorno. O projeto prevê implantação no local de uma grande área de lazer com quadra poliesportiva, quadra para volei de areia, playground e área de contemplação, infraestrutura carente na região localizada às margens do rio Paraguai.

A ideia do prefeito, a partir da revitalização da Cacimba da Saúde, é propiciar espaços à comunidade, para lazer, educação ambiental e cultura, aliados à conservação do ambiente e da estrutura existente na área. Segundo ele, o projeto vai permitir inclusive, o uso adequado do Eco Parque, reduzindo a degradação ambiental.

O projeto está a cargo da Secretaria Executiva de Meio Ambiente, ligada à pasta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Integrado. A secretária Luciene Deová acredita que, a partir da revitalização, a comunidade estará mais "presente e atuante para a conservação do local, contribuindo para o embelezamento da região".

O Eco Parque

O Eco Parque Municipal Cacimba da Saúde conta com uma área de 60 hectares. Está localizado nos bairros Generoso e Cervejaria, entre as encostas de rocha calcária e o Canal do Tamengo, afluente do rio Paraguai. Possui um ambiente diversificado como mata, cerrado e campos inundáveis, característicos de vegetação aquática.

Limita-se ao norte com o Canal do Tamengo; ao Sul com a área urbana do bairro Cervejaria e barranco do bairro Generoso; ao leste com a captação de água da Sanesul, e ao oeste com a projeção da rua Marechal Floriano. Em seu entorno é desenvolvida a pesca, principalmente por isqueiros (catadores de iscas vivas), que fazem dessa atividade, o seu principal meio de sobrevivência.

Atualmente, na sede do Eco Parque é desenvolvido o Projeto Fibras, orientado por uma equipe multidisciplinar de professores e acadêmicos dos cursos de Biologia e Geografia do Departamento de Ciências do Ambiente do Campus do Pantanal da UFMS e conta com a parceria da Prefeitura Municipal de Corumbá, como forma de incentivar a produção artesanal de produtos biodegradáveis de biomantas, a partir de espécies vegetais do Pantanal, abundantes na região, como a Taboa.

Este projeto possibilita também a diversificação da renda familiar da comunidade da região ribeirinha, executado por uma equipe de mulheres, a maioria esposas de pescadores da comunidade da Cervejaria. Além do Fibras, trabalhos de educação ambiental estão sendo executados junto à comunidade escolar, através de visitas periódicas e agendamentos, visando à conscientização e sensibilização da necessidade de preservação da área em questão.