Prefeitura finaliza levantamento sobre saúde bucal em Corumbá

Durante seis meses, quatro equipes formadas por cirurgiões dentistas e auxiliares percorreram 33 setores de Corumbá com o objetivo de realizar um levantamento epidemiológico da saúde bucal no município. O trabalho examinou 1,5 mil moradores, e os dados coletados serão utilizados para detectar os principais problemas que afligem os corumbaenses e definir investimentos no setor. Quatro grupos de examinadores e anotadores foram capacitados para realizar os procedimentos e, após a fase de coleta, as informações foram repassadas ao Ministério da Saúde, que deve divulgar o resultado da pesquisa ainda neste ano.

"A pesquisa visa conhecer as condições de saúde bucal da população e, com base nos resultados, estamos buscando suporte para a elaboração de estratégias e ações abrangentes que possam melhorar o acesso ao serviço odontológico público", explicou o gerente de Saúde Bucal do Município, Zacaria Yahya Omar. Conforme ele, a epidemiologia em saúde bucal tem apresentado significativo crescimento no Brasil nos últimos anos, principalmente pela sua apropriação como ferramenta de planejamento e avaliação por parte dos serviços de saúde.

"É bem verdade que um longo caminho está ainda por ser percorrido até que tenhamos modelos assistenciais em saúde bucal nos quais o uso da Epidemiologia seja um eixo estruturante. Mas é inegável o avanço nesse quadro, notadamente a partir da implementação da Política Nacional de Saúde Bucal – comumente chamada de Brasil Sorridente", afirmou o gerente. "A cidade foi escolhida para integrar o projeto e, inicialmente, seriam somente 50 exames, mas ampliamos nosso campo de amostragem e realizamos 1,5 mil" comentou o cirurgião dentista John Kleber Vendramini Duran, chefe de Atenção Básica em Saúde Bucal da Prefeitura e coordenador da ação.

A iniciativa faz parte do projeto SBBrasil 2010 – Pesquisa Nacional de Saúde Bucal, desenvolvido pelo Ministério da Saúde, com o objetivo de conhecer as condições de saúde bucal da população brasileira. Os resultados vão subsidiar o planejamento e a avaliação das ações e serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e manter uma base de dados eletrônica para o componente de vigilância à saúde da Política Nacional de Saúde Bucal. Esta é a primeira vez que Corumbá retrata a realidade bucal de seus moradores, e a próxima pesquisa deverá ser realizada em 2020.