População pode e deve denunciar animais soltos nas vias públicas

Os proprietários de animais de grande e médio porte que os deixam soltos nas ruas ou terrenos baldios de Corumbá podem ser penalizados pela prática, e a população tem o direito e o dever de denunciar os casos verificados. A Prefeitura Municipal realiza, por meio da Secretaria Executiva de Infraestrutura, Habitação e Serviços Urbanos, um trabalho de recolhimento de equinos, bovinos, ovinos ou qualquer espécie de animal que esteja solto no perímetro urbano. A ação é desenvolvida em parceria com a Secretaria Executiva de Saúde Pública.

O secretário de Infraestrutura, Ricardo Campos Ametlla, esclarece que o serviço de recolhimento dos cavalos e outros animais ocorre normalmente. "A Prefeitura tem um trabalho de rotina na apreensão desses animais, independentemente de qualquer convênio que exista. Quando um caso é detectado, nós efetuamos a apreensão e encaminhamos ao Centro de Controle de Zoonoses (CCZ)", explicou. O proprietário ainda recebe uma multa no valor que varia entre R$ 50 e R$80 por unidade capturada. A variação se deve ao porte ou espécie. Somente após o pagamento da multa, o animal é liberado. Em caso de reincidência, pode haver processo civil ou até criminal.

O trabalho da prefeitura é realizado com o suporte de duas viaturas, sendo que está em andamento um processo de licitação para que uma empresa terceirizada comece a fazer o serviço. "Precisamos de carros específicos para recolher tais animais. Mas reafirmo que o trabalho está sendo realizado", complementou Ametlla. Conforme o secretário, a previsão é de que até a primeira quinzena de novembro uma nova empresa já esteja trabalhando na captura de animais soltos nas ruas.

Para auxiliar a ação da Secretaria de Infraestrutura, a população deve dar sua contribuição. "Nós recebemos as denúncias via telefone e iremos ao local para fazer o recolhimento. É importante que o cidadão peça o protocolo de solicitação para acompanhar o pedido", ressaltou. Os telefones para denúncias são 3234-3486 ou 3234-3487. No caso de animais mortos, a retirada é feita pela Unipav, empresa responsável pela coleta de lixo.