Alunos das águas e do campo recebem cartilha sobre Pantanal

Os alunos das escolas das águas e do campo agora contam com uma cartilha que retrata didaticamente o local onde vivem. Por meio de uma parceria entre a Prefeitura de Corumbá com a ONG Ecoa e o projeto Criança Esperança, da Unesco e da Rede Globo, cerca de 380 estudantes receberam a publicação Caderno do Aluno, denominado "Pantanal: Mundo das Águas". O conteúdo será trabalhado nas diversas disciplinas do ensino fundamental.

Com linguagem simples, o objetivo do material é levar às comunidades que vivem afastadas da área urbana de Corumbá, e que têm como pano de fundo o Pantanal sul-mato-grossense, informações sobre conscientização ambiental e ciclos das cheias, além da localização geográfica e riqueza da fauna e flora da maior planície alagável do mundo. Dividida em 24 capítulos e 31 páginas, a publicação faz os estudantes viajar por pontos que fazem parte do seu próprio cotidiano, mas que muitas vezes não são conhecidos profundamente.

Para estimular ainda mais a vontade de aprender nos alunos, todo o projeto gráfico e desenhos foram feitos por alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme). São 14 crianças de escolas das regiões do Porto da Manga, Paraguai-Mirim e Jatobazinho que ilustram e aproximam os traços com a realidade vivida pelos moradores daquelas localidades.

"O professor ministra os conteúdos do caderno dentro das aulas de matemática, geografia, biologia, entre outras, e dessa forma trabalha toda a diversidade e multiplicidade do Pantanal", explicou o secretário executivo de Educação de Corumbá, Hélio de Lima. "Por meio da parceria com a Ecoa e o Criança Esperança, estamos finalizando o trabalho de 2009 e 2010. No caderno, os alunos aprendem também noções básicas sobre a língua espanhola, porque estamos em um município que faz fronteira com a Bolívia", comentou.

Com recursos oriundos das doações ao projeto Criança Esperança, a Ecoa auxilia a Prefeitura de Corumbá a administrar as escolas rurais e da região das águas. "O prefeito Ruiter (Cunha de Oliveira – PT) tem incentivado esta parceria. Nós oferecemos a escola e alunos. Por meio das doações ao Criança Esperança, cada entidade apresenta os projetos que serão trabalhados. Na região, são R$120 mil investidos na formação de professores, realização de jornal mural e também na publicação deste caderno, além de transporte no rio e alojamento. É um dinheiro que se multiplica", ressaltou o secretário.

O caderno do aluno "Pantanal: Mundo das Águas" foi distribuído nas escolas das regiões da Barra de São Lourenço, Paraguai-Mirim, Jatobazinho, Porto da Manga, Albuquerque, Porto Esperança e Forte Coimbra. Foram parceiros na realização da cartilha a Associação dos Moradores do Porto da Manga, Associação dos Pescadores Artesanais de Iscas de Miranda, Associação dos Ribeirinho da Serra do Amolar e Barra do São Lourenço, Embrapa Pantanal (Corumbá-MS), Ibama (Unidade de Corumbá-MS), Instituto Acaia, Núcleo de Ecomunicadores dos Matos, Parque Nacional do Pantanal (Poconé-MT), Paz e Natureza – Pantanal;

Prefeitura Municipal de Miranda, Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania de Corumbá, Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República, Secretaria Executiva de Educação de Corumbá, Secretaria de Saúde de Corumbá, Rede Aguapé de Educação Ambienta, Rede Pantanal, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (unidades de Corumbá e Campo Grande), além do apoio do projeto Criança Esperança, Blue Moon fundation e EGP – Ecosystems Grants Programme – The Netherlands.