Ruiter e sindicato definem ações para atender taxistas de Corumbá

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) reuniu-se na manhã desta quarta-feira (29) com filiados do Sindicato dos Taxistas de Corumbá para definir melhorias e ações para a categoria responsável por transporte de passageiros. Na ocasião, foram tratados assuntos relativos à fiscalização de veículos bolivianos, tarifas, obrigatoriedade do taxímetro e estruturação do ponto de táxi na fronteira com a Bolívia.

Após 8 anos congelada, a tarifa que regulamenta o valor cobrado por cada corrida recebeu um reajuste. Atento à variação da inflação durante este período, o reajuste atendeu a um desejo da categoria, que agora possui padrões para a cobrança. Fica obrigatório o uso do taxímetro para que em um mesmo percurso não sejam cobrados valores diferentes. O descumprimento pode acarretar penalidades. Segundo a nova tabela, que começam a vigorar a partir da data de publicação, a bandeira 1 será de R$2,82; bandeira 2 de R$3,38; a bandeirada R$4,55 e a hora parada R$22,54.

O encontro também debateu uma das principais reivindicações dos taxistas corumbaenses: o transporte feito por veículos bolivianos em território brasileiro, o que é proibido segundo o Código de Trânsito que vigora no Brasil. Uma das soluções encontradas foi nomear oficialmente um fiscal para controlar os transportes realizados na faixa fronteiriça. Antônio Roque Sedron, que há 15 anos trabalha de informalmente na função, agora passa a ser funcionário da Prefeitura, lotado na Agetrat. A nomeação foi feita pelo chefe do Executivo corumbaense durante a reunião. "Agora posso ser tratado com respeito pelas autoridades e trabalhar conforme a lei, obedecendo as normas da Agetrat, além de ajudar a classe", afirmou o novo servidor.

"A classe dos taxistas está demonstrando uma parceria. São vários assuntos em conjunto que estamos tratando juntos. Não adianta só o poder público fazer a fiscalização se a classe também não cobrar dos integrantes", comentou a diretora-presidente da Agetrat, Silvana Ricco, que também participou da reunião. "Nós temos que andar junto com a Prefeitura, temos vários problema e tenho certeza que o prefeito não estava ciente. Essa parceria é muito proveitosa", ressaltou o presidente do Sindicato dos Taxista de Corumbá, Irailton Oliveira Santana.

Conforme o prefeito Ruiter, a reunião teve como objetivo atender um pedido da categoria. "Estamos aqui para resolver alguns pontos de interesse da classe e definir as prioridades para melhor atender os taxistas", revelou. Em pauta também estava a estruturação do ponto de táxi localizado na fronteira. Ele explicou que a área não é de propriedade da Prefeitura e sim do Exército Brasileiro, por isso não pode haver intervenção do Poder Público municipal. Uma das alternativas apontadas seria um convênio entre as duas instituições para que o projeto de revitalização, já desenvolvido pela Agetrat possa acontecer. De imediato, o prefeito autorizou a colocação de banheiros químicos no ponto dos taxistas.

A pauta da reunião também tratou sobre curso de formação profissional dos taxistas e do prédio do sindicato, localizado na Rua Colombo. Ruiter se comprometeu a buscar parcerias para que seja feita uma reforma nas instalações sindicais.

Padronização

Os carros dos taxistas devem receber, em breve, novos adesivos. Juntamente com a equipe da Prefeitura, A Agetrat já começaram a confeccionar os desenhos para os veículos, levando em consideração a temática da cidade. Os profissionais também já estudam utilizar uniformes para identificá-los durante o horário de trabalho.