Junta entrega relatório de auditoria no hospital amanhã ao MPE

A Junta Administrativa do Hospital de Corumbá faz nesta sexta-feira, 1º de outubro, às 14 horas, a entrega de documentos referentes à auditoria realizada pela empresa BDO do Brasil Auditores Independentes, ao promotor de Justiça da Cidadania, Ricardo de Melo Alves. É o que informa o presidente da Junta, Lamartine de Figueiredo Costa, alegando que, de posse do levantamento, o Ministério Público Estadual terá condições de tomar as providências cabíveis quanto às irregularidades encontradas.

A auditoria realizada é referente ao ano de 2008. A empresa encaminhou dois cadernos contendo todas as informações referente à gestão do Hospital de Corumbá em 2008, inclusive com um parecer assinado pelos diretores da BDO do Brasil, Marcello Palamartchuk e Gilberto de Souza Schlichta, e entregues pelo auditor José Martins.

Lamartine não revelou o teor do documento, afirmando que o primeiro passo será encaminhar o relatório ao promotor, atendendo o acordo judicial firmado em maio deste ano entre o Ministério Público, as prefeituras de Corumbá e Ladário e o Governo do Estado. Destacou no entanto a ausência de documentos, notas fiscais e outras irregularidades verificadas no ano de 2008.

O presidente da Junta, durante o encontro com representante da empresa de auditoria, solicitou urgência na conclusão de todo o trabalho, visando encaminhar relatórios referentes ao ano de 2009 e parte de 2010 ao promotor Ricardo de Melo Alves, para que sejam tomadas todas as providências necessárias.

Um fato que chama a atenção, revelado pela Junta, é que, a dívida do Hospital atinge algo em torno de R$ 12 milhões, sem contar duas transações bancárias (empréstimos) no ano de 2009. A primeira foi em maio, no valor de R$ 2 milhões, e a segunda em dezembro, de R$ 1 milhão.