Estudantes participam das Olimpíadas de Língua Portuguesa

A Comissão Municipal – formada pelo secretário executivo de Educação, Hélio de Lima, e coordenada pela professora Roseane Limoeiro da Silva Pires – selecionou 6 alunos da rede municipal e estadual de ensino de Corumbá para participarem da fase estadual da 2ª Edição da Olimpíada de Língua Portuguesa – Escrevendo o Futuro, que este ano terá o tema “O lugar onde vivo”. Durante a seleção local, 42 alunos de 18 escolas da Rede Municipal de Ensino e 8 das escolas estaduais da cidade participaram da atividade, que envolveu 36 professores.

Os estudantes escreveram textos que resgatam histórias e estreitam vínculos com a comunidade onde vivem. Além dos 6 classificados, foram selecionados outros para suplência. Os alunos foram divididos em categorias de acordo com a série que estão estudando. Para o ensino médio, ficou o gênero de artigos de opinião. A aluna da escola estadual Dr. Gabriel Vandoni de Barros, Cristielly Campos da Silva, foi a classificada para participar da olimpíada.

Estudantes do 9º ano escreveram sobre o lugar onde vivem utilizando a crônica. Foi selecionada a produção textual de Ketlin Luana Parabé Barbosa, estudante da escola municipal Izabel Correa. Como 1º suplente ficou Tamires Dark Soares Dantas que estuda na escola estadual Carlos de Castro Brasil, seguida por Cristina Pereira da Silva, escola municipal rural Pólo Carlos Carcano e pela 3ª suplência de Jaqueline Leite, da escola Municipal Luiz Feitosa Rodrigues.

Para os alunos do 7º e 8º anos os textos precisavam ser escritos no estilo de memórias literárias. A comissão municipal selecionou dois alunos. Robert Nascimento da Matta, da escola municipal Pedro Paulo de Medeiros e Gabriel Romero, estudante do Clio Proença. Na suplência ficou Jhennifer Raissa Diniz Dias, da escola Cássio Leite de Barros.

No gênero poema, o 1º classificado foi a estudante Paola Rodrigues Soares, da escola municipal Luiz Feitosa Rodrigues e Abner Von Ancken dos Santos da Pólo Monte Azul. Na suplência ficou Amanda Gabrielle Cerqueira Mota, da escola Izabel Correa de Oliveira e Eduardo Coelho Fernandes, da escola municipal Maria Leite.

O projeto é uma parceria entre o Ministério da Educação e a Fundação Itaú Social, sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, contemplando alunos dos ensinos fundamental e médio das redes públicas de ensino. Os classificados foram encaminhados à Comissão Estadual para a seleção em nível de Mato Grosso do Sul.

Subsecretaria de Comunicação Institucional