“Corumbá em Dança” celebra aniversário dos 232 anos da cidade

Foram dois dias de apresentações com casa cheia. Familiares e amigos dos participantes do evento dividiam espaço com os amantes da dança e convidados. Ao todo foram mais de 500 pessoas envolvidas, entre dançarinos, coreógrafos, professores e organizadores para tornar as noites de sábado e domingo (19 e 20) especiais e ficarem guardadas na memória de quem foi prestigiar o evento. Foi o "Corumbá em Dança" marcando as comemorações dos 232 anos da cidade.

"Nós vimos espetáculos com nível de qualidade fantástico, tanto os convidados como os nossos dançarinos da Oficina de Dança. Corumbá, ao completar 232 anos, ganha esse presente", ressaltou o diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal e secretário executivo de relações institucionais, Carlos Porto. "Cada vez mais a cultura é importante no nosso dia-a-dia e essa é uma das preocupações da Prefeitura de Corumbá: tornar a arte e cultura parte cotidiano das famílias e do público que quer ver coisas produzidas por pessoas da terra".

Para aproximar a população do que é produzido em Corumbá e em Mato Grosso do Sul, o palco do anfiteatro Salomão Baruki recebeu os paços coreografados em variados estilos, arrancando aplausos da plateia que se animava a cada movimento feito pelos dançarinos. Com duas horas de duração e 25 apresentações diferentes com trilhas que iam desde as músicas típicas da região, até hip hop, tango e MPB, entre outras.

Visitando Corumbá durante o fim de semana, a estudante de economia Rafaela Maria da Costa Silva gostou muito das apresentações. "Achei muito interessante o trabalho realizado na Oficina de Dança com as crianças e adolescentes e vi um espetáculo muito bonito. Quando voltar, quero ter a oportunidade de ver ainda mais", contou a universitária, que mora em Campo Grande.

A Oficina de Dança do Pantanal, mantida pela Prefeitura de Corumbá, realizou 13 apresentações. Os aplausos da plateia foi um reconhecimento pelo trabalho feito pelos alunos da instituição, que trabalharam arduamente durante quatro meses para apresentar coreografias de muita qualidade. "Foram duas noites de magia, dentro da programação da cidade para comemorar o que Corumbá tem de melhor. É muito importante proporcionar estes momentos. Fico muito satisfeito com as apresentações e o município ganhou mais este presente", frisou o coordenador da Oficina, Joílson Cruz.

A secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, também prestigiou a noite de apresentações do "Corumbá em Dança". Além das coreografias da Oficina de Dança, o evento contou com a participação de 12 companhias e grupos convidados da cidade e de Campo Grande. Da Capital, participam as companhias Ginga Cia. de Dança; Cia. Dançurbana; Zoe Cia. de Dança; Funk-se; Projeto Dançar; Grupo Freedon e Ballet Rosana Cintra.De Corumbá, participam o Studio de Danças Ana Paula Honório; Cia. Juvenil de Dança do Moinho Cultural Sul-Americano; Grupo UNO do Campus do Pantanal da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS); Grupo Equilibrium e Grupo Pé com Alma.