PIB de Corumbá cresceu 176,08% entre 1996 e 2007, diz Ipea

O Produto Interno Bruto (PIB) de Corumbá cresceu 176,08% entre 1996 e 2007. O levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) foi divulgado nesta sexta-feira (13) pelo jornal Correio do Estado. A pesquisa apontou que a Capital do Pantanal obteve o segundo melhor desempenho do Estado. O maior crescimento no período foi de Chapadão do Sul, com 183,77%.

O PIB representa a soma (em valores monetários) de todos os bens e serviços finais produzidos por uma determinada região, durante um período determinado. O produto interno bruto é um dos indicadores mais utilizados na macroeconomia com o objetivo de mensurar a atividade econômica de uma região. Nessa mensuração, considera-se apenas bens e serviços finais, excluindo da conta todos os bens de consumo intermediário (insumos).

Os números de Corumbá ficam ainda expressivos se comparados com o estudo anterior, promovido entre 1975 e 1985. Nestes 10 anos, o PIB per capita da cidade caiu de 413 mil (1975) para 368,5 mil (1985), redução de 10,7%. Em 1996, o valor calculado pelo Ipea foi de 425,4 mil. Dois anos depois, o PIB saltou para 1,1 milhão.

O levantamento sobre o produto interno bruto per capita dos municípios de Mato Grosso do Sul faz parte do Comunicado sobre Desigualdade da Renda no Território Brasileiro, que analisou o produto interno bruto de todas as cidades do país.

Subsecretaria de Comunicação Institucional