Lançamento de livro e DVD marca novo momento do Porto Geral

Clóvis Neto

A autora distribuiu 500 cópias para as escolas das redes pública e privada de Corumbá e Ladário e instituições de ensino superior de MS

Recebendo amigos e convidados, a turismóloga Hélènemarie Dias Fernandes lançou na noite desta segunda-feira (16) o livro e DVD “A Reterritorialização do Patrimônio Cultural Tombado do Porto Geral de Corumbá no Contexto do Desenvolvimento Local”, da turismóloga corumbaense Hélènemarie Dias Fernandes. O evento, que contou com o apoio da Prefeitura Municipal, por meio da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, buscou marcar a mudança de visão dos corumbaenses sobre sua terra, reforçando o orgulho do patrimônio histórico, cultural e artístico da orla portuária.

A riqueza de detalhes e os cuidados nas escolhas das figuras mostram a grandeza do trabalho que agora poderá ser visto e lido por estudantes de todo o Mato Grosso do Sul. Durante o lançamento, a autora distribuiu 500 cópias para as escolas das redes pública e privada de Corumbá e Ladário e instituições de ensino superior de MS. “É necessário e importante ter essa devolutiva. Estou com a sensação do trabalho concluído e que estou devolvendo para a sociedade o que ela me deu”, comentou Hélènemarie, que é projetista e consultora em turismo, cultura e desenvolvimento local.

O intuito é democratizar o acesso do trabalho para qualquer estudante e que todos possam saber mais sobre os estilos arquitetônicos e importância econômica dos casarios da região portuária. “Tenho orgulho da minha terra e quis mostrar os melhores ângulos para as fotos, tudo foi muito bem pensado. No livro o leitor verá como percebo Corumbá, com todas as suas potencialidades culturais, históricas e naturais”, completou a autora.

Para a diretora da Escola Municipal Fernando de Barros, o livro será uma grande fonte de pesquisa. “O exemplar que ganhamos ficará disponível para pesquisa dos alunos e professores. É uma ótima forma de trabalhar o conjunto arquitetônico do Porto Geral com os estudantes”, contou Roseli Nery de Andrade Bento, que foi até a cerimônia e recebeu o livro e o DVD.

Composto por vários recursos multimídias, como fotos, vídeos e músicas, o projeto tem o objetivo de mostrar a importância histórica do Porto Geral e transformar uma pesquisa científico em algo mais leve e interessante para qualquer camada social, faixa etária ou nível de escolaridade. Hélènmarrie ressalta em sua obra todo o processo de revitalização e como o terceiro porto mais importante da América Latina se tornou um dos mais requisitados e visitados pontos turísticos de Corumbá. A pesquisa conta com a descrição dos casarios, desde a construção, atividades desenvolvidas, famílias proprietárias até a situação dos prédios em 2010. O e-book (livro digital) está escrito em três idiomas (português, inglês e espanhol).

O secretário executivo de relações institucionais Carlos Porto, também diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal frisou a importância histórica do trabalho desenvolvido e apresentado pela turismóloga. “Corumbá está prestes a completar 232 anos e essa obra é uma ótima forma de divulgação para que as pessoas possam se alimentar de informação de qualidade. A obra é rica de detalhes, seja na pintura, na porta, na arquitetura dos casarios”, disse. Porto lembrou também que, a partir do próximo ano, artistas, escritores e cantores poderão se inscrever no Fundo Municipal de Cultura, que dará incentivos à produção cultural em Corumbá.

O livro e DVD são resultantes da pesquisa científica de mestrado acadêmico do Programa de Desenvolvimento Local da Universidade Católica Dom Bosco (CDB) de Hélènmarie, sob a orientação e coordenação da Profª. Drª. Maria Augusta de Castilho e a consultoria científica da Profª. Drª. Cleonice Alexandre Le Bourlegat. A obra contou com o apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), posteriormente, o incentivo financeiro do Fundo de Investimento Cultural (FIC) e o apoio cultural da Prefeitura de Corumbá, dos Supermercados Panoff e da Distribuidora de Bebidas Colônia.

Subsecretaria de Comunicação Institucional