Caminhos do Sabor pretende qualificar gastronomia de Corumbá

Márcio Cruz

“Agora temos dados cientificamente comprovados; estamos vivendo um momento diferente na gastronomia local”, frisou Porto

Pesquisa realizada durante os meses de maio e junho deste ano em Corumbá pode ajudar empresários do setor gastronômico e o Poder Público a traçar o perfil dos consumidores e quais melhorias são necessárias nos estabelecimentos locais. O estudo foi feito por meio do projeto “Caminhos do Sabor – Seu destino mais competitivo”, conduzido pelo Ministério do Turismo e pela Associação de Bares, Restaurantes e Similares (Abrasel). O resultado foi apresentado na manhã desta quinta-feira (5) para os representantes do setor de alimentação fora do lar, no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez, auditório Águas do Pantanal. O evento conta com apoio da Prefeitura de Corumbá.

Na primeira fase do projeto, houve a criação de um grupo de governança local e pesquisa de oferta e demanda a partir do ponto de vista dos turistas, visitantes, empresários do ramo alimentício e moradores locais. A intenção foi verificar como eles vêem os estabelecimentos voltados à gastronomia. Entre 21 de maio e 6 de junho, foram feitos questionamentos sobre quais pratos os visitantes procuram nos restaurantes e também como eles avaliam a higiene, o atendimento, os preços e a acessibilidade. Com base nos resultados encontrados durante a pesquisa, os consultores da Abrasel se reuniram com os empresários locais nesta quarta-feira (4) para definir os planos de ação e debater os pontos considerados falhos dentro do setor.

Para o secretário executivo de Relações Institucionais e diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Carlos Porto, a culinária pantaneira já é foco de discussões para aprimoramento desde a primeira edição do Festival Gastronômico de Corumbá. “Agora temos dados cientificamente comprovados. Uma parte da responsabilidade é do poder público e outra do setor privado. Estamos vivendo um momento diferente na gastronomia local”, frisou.

O lançamento oficial do projeto “Caminhos do Sabor – A união faz o destino”, realizado nesta quinta-feira, definiu o próximo passo do projeto, voltado a ações de desenvolvimento da capacidade empresarial. O processo de consultoria começa com uma avaliação do negócio (higiene, condições físicas da fachada, talheres, pratos) e oficina de atendimento voltada aos garçons e recepcionistas. Cada empresa poderá inscrever dois funcionários para a capacitação que dará diploma expedido pela Abrasel. Esta fase ocorre entre os dias 9 a 17 de setembro.

Corumbá foi escolhida para participar do projeto por ser considerada um dos 65 principais destinos turísticos do Brasil, por meio da pesquisa feita em 2007 pelo Ministério do Turismo. “Em Mato Grosso do Sul foram escolhidas três cidades: Corumbá, Bonito e Campo Grande. Todo o processo de consultoria não tem custo para o empresário”, revelou o consultor nacional da Abrasel, Alberoni Leal.

Para a turismóloga e proprietária de um balneário, Lídia Leite, a pesquisa é importante para definir o prato típico da principal cidade da planície pantaneira. “Uma forma de a cidade ter identidade própria. Essa pesquisa mostra o que precisa ser feito sobre a gastronomia em Corumbá”, frisou. A empresária ladarense Jéssica Galvão Aziz pretende participar do processo de consultoria oferecida pelo programa. “Achei muito interessante os pontos divulgados e para tirar muitas dúvidas, pois estou assumido o restaurante da família. Vou participar dos cursos e todo o processo que envolve o projeto”, contou.

Subsecretaria de Comunicação Institucional