Aberto processo seletivo para curso sobre saúde do trabalhador

Servidores municipais ligados às pastas de saúde de Corumbá e Ladário vão participar de um processo de seleção com vista ao Curso de Especialização em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana, na modalidade à distância, que será desenvolvido pela Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ENSP), da Fundação Oswaldo Cruz e da Área Técnica de Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde. O curso visa a formação de profissionais ara apoiar a implementação das ações de Saúde do Trabalhador no Sistema Único de Saúde (SUS), com ênfase na Rede Nacional de Atenção Integral a Saúde do Trabalhador.

O curso terá participação de 20 profissionais das Prefeituras de Corumbá e Ladário que serão escolhidos por meio de processo seletivo, atendendo edital já divulgado pela comissão organizadora, conforme a demanda do Centro de Referência Regional em Saúde do Trabalhador (CEREST) de Corumbá. O curso objetiva qualificar profissionais do Sistema Único de Saúde – SUS e áreas afins para incorporar as relações entre produção, ambiente e saúde às práticas de saúde, de modo a solucionar problemas concretos, considerando o processo produtivo como determinante do processo saúde-doença e da degradação ambiental.

Para participar do curso os candidatos indicados pelo CEREST de Corumbá devem atuar em áreas relacionadas à Saúde com setores estratégicos definidos pelos serviços, visando implementar a Política Estadual de Saúde do Trabalhador; possuir escolaridade de nível superior; dispor de recursos ágeis de conectividade por via internet; possuir habilidade suficiente para utilizar computadores e os recursos de conectividade internet, email, fórum, chat, etc ou orientação e apoio para tanto, como também dispor de pelo menos oito horas semanais.

Os candidatos indicados devem encaminhar até 03 de setembro, todos os documentos exigidos no edital, por via postal (recomenda-se Sedex), para o CEREST de Corumbá. O Curso terá quatro encontros presenciais cuja presença do candidato é obrigatória (máximo de 25% de falta) e serão realizados durante o transcorrer do curso em cada cidade correspondente. O primeiro encontro presencial será o mais longo, com carga horária de 40 horas no período de uma semana.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional