Prefeitura capacita monitores para atuar no transporte escolar

Márcio Cruz

A capacitação prossegue até sexta-feira e é obrigatória a todos que desejam trabalhar como monitores de transporte escolar em Corumbá

A Prefeitura de Corumbá está capacitando 33 pessoas para trabalhar como monitores de transporte escolar. O curso é organizado pela Agência Municipal de Trânsito e Transporte (Agetrat) em cumprimento à lei nº. 1.725, que rege este serviço no âmbito municipal. As aulas começaram na manhã desta quinta-feira (22), no Espaço Educacional, e estão sendo ministradas pela técnica do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran/MS), Eledir Rodrigues, especialista em trânsito.

O curso é obrigatório a todas as pessoas que desejam trabalhar como monitores de transporte escolar. Entre os participantes, cinco são da Secretaria Executiva de Educação. Os demais são oriundos de empresas do setor privado que atuam na área, transportando alunos em ônibus, vans e kombis.

A capacitação prossegue até esta sexta-feira, totalizando 20 horas/aula. Os participantes estão tendo noções de trânsito; como conduzir o aluno, inclusive o portador de necessidades especiais; primeiros socorros; conteúdo da lei municipal. Para a instrutora, o curso é importante para que todos tenham conhecimento de como executar o serviço com qualidade, segurança e responsabilidade.

Eledir explica também que, toda empresa e até mesmo órgão público que executa este tipo de serviço deve contar com um monitor para acompanhar o transporte das crianças, inclusive conduzindo-as do veículo até a porta da escola e vice-versa. Ela salienta ainda que, no caso de vans e kombis, o monitor deve estar no banco da frente e as crianças nos bancos traseiros, todos com seus respectivos cintos de segurança.

A diretora-presidente da Agetrat, Silvana Ricco, informa que, ainda neste ano, está programada nova capacitação. Será exclusiva para atender os servidores da Secretaria de Educação que trabalham no transporte escolar dos alunos. Outro curso deve acontecer ainda em 2010 para os motoristas de transporte escolar.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional