Depois de Corumbá, Projeto Rondon inicia ações em Quijarro

Depois de 10 dias de trabalho no município de Corumbá, a equipe do Projeto Rondon inicia as ações na cidade boliviana de Puerto Quijarro. O grupo integrado por acadêmicos e professores de universidades brasileiras e de Santa Cruz de La Sierra, segue na tarde de hoje, quinta-feira para a cidade boliviana, onde permanecerão por um período de 10 dias. As atividades fazem parte do projeto piloto que vai definir a ampliação da área de atuação em atendimento não só nas cidades brasileiras, mas também em regiões localizadas em países que fazem fronteira com o Brasil.

Ação voltada à integração social, envolvendo a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes, o Projeto Rondon, após sua reedição, está sendo inédito na região pantaneira. O lançamento ocorreu na noite do dia 5, no Centro de Convenções do Pantanal de Corumbá, com as presenças dos prefeitos Ruiter Cunha de Oliveira e José Antônio Assad e Faria, de Ladário.

No município de Corumbá, os trabalhos foram focados nas áreas de saúde, educação e meio ambiente. Com apoio de técnicos da Prefeitura de Corumbá, o grupo visitou localidades rurais, como os assentamentos Urucum e São Gabriel e o Distrito de Albuquerque, e bairros localizados na área urbana do Município.

Agora, na Bolívia, os rondonistas cumprem a segunda etapa do projeto piloto. Serão mais dez dias de trabalho antes da reunião em Santa Cruz, para avaliar o resultado destas duas etapas e decidir se o projeto será estendido, com ações não só na Bolívia, mas também no Paraguai e Perú.

O Projeto Rondon foi reeditado em 2005 pelo Governo Federal e envolve as mais diferentes áreas, com apoio das Forças Armadas, que proporcionam o suporte logístico e a segurança necessária às operações, da Associação Nacional dos Rondonistas, da União Nacional dos Estudantes, de Organizações Não-Governamentais, de Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público e de Organizações da Sociedade Civil. Na região, a iniciativa tem apoio das Prefeituras de Corumbá e Ladário, bem como da Marinha do Brasil, por meio do 6º Distrito Naval. Esta edição é uma operação especial de intercâmbio entre o Brasil e a Bolívia, idealizada pela Agência Brasileira de Cooperação do Ministério de Relações Exteriores.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional