Corumbá define estratégia para ações na fronteira com Bolívia

Reunião programada para amanhã, terça-feira, vai definir a estratégia de ação do projeto 'Fronteira Brasbol – parcerias no combate a endemias', que será desenvolvido na região com ênfase no combate a doenças endêmicas, em especial à dengue, raiva e leishmaniose. Os trabalhos estão sendo coordenados pela Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria Executiva de Saúde Pública, ligada à pasta da Secretaria de Ações Sociais.

A ação será realizada em parceria com a Prefeitura de Ladário; Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); 18ª Brigada de Infantaria; Consulado Boliviano; Inspetoria da Receita Federal; Polícia Federal Comando do Exercito Boliviano – German Bush, com apoio da Adesa (Armazéns Gerais Alfandegados), Unipav, Concretão e Andorinha Transporte e Cargas. A iniciativa visa melhorar a qualidade de vida da população corumbaense e dos municípios bolivianos localizados na região de fronteira.

A reunião de amanhã será na sede local da Anvisa, às 9h e, conforme informações da chefe do Centro de Controle de Zoonoses, Grace Bastos, será importante para definir os últimos detalhes da ação, bem como sua data de realização. Conforme ela, será desenvolvido um trabalho de forma coletiva, para o combate à dengue, raiva e leishmaniose, de forma intra e intersetorial, através das ações educativas, manejo ambiental, vacinação anti-rábica, captura de cães, coleta de sangue para exame de leishmaniose, imunização da população contra febre amarela e outras, bem como a leitura de cartão internacional de vacina contra febre amarela destinado a moradores da fronteira e turistas.

Está previsto também um grande mutirão na fronteira entre os dois países, em especial no córrego de Arroyo Concepción, que divide as duas nações, para retirada de depósitos inservíveis que possam servir de abrigo ou locais de criação para o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue; e de resíduos orgânicos, apropriados para abrigar o mosquito Flebótomo do gênero Leishmania, transmissor da leishmaniose.

O projeto é também uma continuidade das ações desenvolvidas pela Prefeitura em Corumbá, com apoio de parceiros, no combate à dengue, essenciais para a redução dos índices de infestação do Aedes aegypti, que contribuíram para evitar uma epidemia da dengue, como ocorreu em 2009.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional