“Como evitar a violência” marca o Dia da Cidadania em Corumbá

Clóvis Neto
 

A simulação de um acidente, provocando uma ‘briga entre as pessoas envolvidas’, mostrou como não se deve proceder no trânsito

Fortalecendo a Cidadania e Construindo uma Cultura de Paz foi o tema da palestra da advogada e poetisa Delasnieve Miranda Dáspet de Souza, na tarde desta quinta-feira (1º) em Corumbá. O evento fez parte das comemorações do Dia da Cidadania pelos movimentos e instituições sociais, marcado na região pantaneira com a presença da embaixadora universal da Paz em Mato Grosso do Sul do Cercle Universel des Ambassadeurs de la Paix, de Genebra, na Suíça.

A palestra ocorreu na sede da Ordem dos Advogados do Brasil de Mato Grosso do Sul (OAB-MS) – Subsecção de Corumbá, e foi direcionada a lideranças políticas, comunitárias, sociais e representantes dos conselhos municipais, como forma de difundir a cidadania na comunidade corumbaense. A realização esteve a cargo da Prefeitura Municipal, por meio das gerências da Subsecretaria de Ações da Cidadania, ligada à Secretaria Municipal de Promoção da Cidadania, em parceria com o Fórum Permanente de Entidades Não Governamentais de Corumbá e Ladário (ForumCorlad) e a OAB.

O evento foi aberto com uma simulação de acidente de trânsito na Rua América, em frente à OAB, provocando uma ‘briga entre as pessoas envolvidas’, que chamou a atenção de todos que passavam pela via. Alunos da Escola Municipal Pedro Paulo de Medeiros foram liberados para assistir à apresentação, uma pequena mostra de como as pessoas não devem proceder no trânsito.

“Fizemos esta simulação para, lá dentro, no auditório, dar sequência ao tema em questão, que tem tudo a ver com violência no trânsito. Temos que evitar comportamentos violentos como o que acabamos de presenciar, obrigando muitas vezes a presença de policiais para que algo pior não aconteça. Tudo isso é causado pelo stress do dia-a-dia”, argumentou a subsecretária Cristiane Sant’Anna de Oliveira.

Em sua palestra, Delasnieve Dáspet contrapôs a cena de ‘violência no trânsito’ observada minutos antes e como proceder para que isto não ocorra. Aliás, o tema foi escolhido pelas entidades parceiras da prefeitura nesta realização, principalmente por ser um problema constante, presente no dia-a-dia do ser humano.

Ela acredita ser necessária a participação da sociedade na construção da cidadania, no sentido de difundir uma cultura de paz, minimizando comportamentos violentos não só no trânsito, mas em toda a comunidade. No entender dela, cidadania é “tudo aquilo que concerne aos nossos direitos e obrigações, tudo que concerne ao homem”.

A secretária de Promoção da Cidadania, Maria Lucia Ortiz Ribeiro, participou do encontro e destacou a importância da presença da embaixadora na região. Disse ser importante difundir o tema, pois “cidadania envolve deveres com a sociedade, bem como de uns com os outros, devendo estar presente em todos os momentos da vida”.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional