Prefeitura e parceiros unem forças contra endemias na fronteira

Marcos Boaventura
 

O projeto será desenvolvido em parceria com a Anvisa, o Exército Brasileiro, a Prefeitura de Arroyo Concepción, entre outros

A Prefeitura de Corumbá e parceiros preparam uma grande ação de combate a endemias na região de fronteira. Os primeiros contatos foram mantidos na manhã desta quarta-feira (9), durante reunião em Arroyo Concepción, na Bolívia, quando foram tratados detalhes do projeto Fronteira Brasbol – Parcerias no Combate a Endemias. A iniciativa será desenvolvida até o início de agosto, e vai permitir a limpeza do córrego existente na fronteira, no Posto Esdras, além da aplicação de vacinas contra febre amarela e raiva animal; coleta de sangue de cachorros (inquérito canino da leishmaniose); campanhas educativas, e outras atividades ligadas à área de saúde pública.

A chefe do Centro de Controle de Zoonoses de Corumbá (CCZ), Grace Bastos, informou que o projeto será desenvolvido pelas Secretarias Executivas de Saúde Pública, de Infraestrutura e Serviços Urbanos e de Meio Ambiente, além da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Exército Brasileiro, Consulado Boliviano, Receita Federal, Agesa, Exército Boliviano e Prefeitura de Arroyo Concepción.

“A reunião foi bastante proveitosa, diante da necessidade de uma ação como esta, para combatermos doenças endêmicas, além de orientar a população sobre a importância da prevenção”, disse Grace. Ela destaca que, no dia 6 de julho, novo encontro está marcado na Prefeitura de Arroyo Concepción, quando será definido todo o cronograma. O projeto faz parte de uma política defendida pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) que é a implementação de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento da região fronteiriça.

O encontro desta quarta-feira teve participação também do cônsul boliviano Juan Carlos Mérida Homero; da coordenadora estadual da Anvisa, Marta de Paiva Hoffmann, além de representantes da Prefeitura de Arroyo Concepción e do Exército Boliviano.

Durante a reunião, Marta informou que a partir desta semana, a Anvisa colocará em funcionamento o posto de fiscalização junto à estrutura da Receita Federal, na divisa com a Bolívia. Dois servidores serão responsáveis pela fiscalização de bagagem acompanhada (produtos de interesse da saúde pública como medicamentos e alimentos), orientação ao viajante e  fiscalização de veículos com passageiros.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional