Poder Judiciário elogia Programa Habilitar e confirma a parceria

 Marcos Boaventura

  

 Roberto Ferreira enfatizou que, mais uma vez, o Poder Judiciário é parceiro da Prefeitura de Corumbá, como é de Ladário

Presente ao ato de lançamento do Programa Habilitar e de inauguração do espaço onde será desenvolvido, o juiz Roberto Ferreira Filho, diretor do Fórum de Corumbá, afirmou que o Poder Executivo está dando uma “demonstração clara de mudança da vontade pública”, por passa a tratar a questão relacionada às crianças e adolescentes com total seriedade. Ele fez questão de participar do ato realizado na noite desta quinta-feira (17) e afirmou que a iniciativa “é um novo desafio” encarado pela administração do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), e que se trata de uma grande obra, destinada a formar cidadãos, homens de verdade.

Roberto Ferreira enfatizou que, mais uma vez, o Poder Judiciário é parceiro da Prefeitura de Corumbá, como é de Ladário, que acaba de implantar também o Programa Elo – a exemplo do que fez a Administração Ruiter em 2005. Ele elogiou a decisão do prefeito corumbaense mas não poupou críticas às pessoas que questionaram o valor pago pelo imóvel onde funcionará o projeto Habilitar. “Essas pessoas que criticaram o valor do aluguel deste imóvel não somam. Foram críticas infundadas, sem conhecimento de causa. Mas isto não inibe a nossa coragem”, observou, lembrando que sempre teve desejo de participar de um momento como este e enfrentar o problema como prioridade absoluta.

Por fim, o magistrado elogiou o espaço, considerado fundamental para tratar a criança com “dignidade, o que não se mede pela conta bancária”. Segundo ele, é preciso uma “casa assim, com conforto” para fazer com que as crianças voltem no dia seguinte. “É motivo de orgulho para Corumbá, que está colocando nossa Constituição na prática”, observou, desejando que chegue logo o dia “em que não necessitaremos mais do Habilitar, que não tenhamos mais crianças com dependências químicas. É um compromisso do ser humano, não só do Poder Público”.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional