Corumbá já cadastra empresas do setor turístico no Cadastur

Clóvis Neto
 

Além de apoiar a formalização das atividades turísticas de Corumbá, a iniciativa garante uma série de vantagens e oportunidade de negócios

Profissionais e empresas que atuam no setor de turismo em Corumbá estão tendo a oportunidade de efetuar seus cadastros no Cadastur, um sistema de cadastro de pessoas físicas e jurídicas que atuam na cadeia produtiva do turismo. A ação faz parte do programa Empresa Formal, Turismo Legal, executado pelo Ministério do Turismo do Governo Federal, em parceria com a Fundação Universa, iniciado nesta segunda-feira (14) no município, um dos 65 principais destinos turísticos do Brasil. Os trabalhos estão sendo desenvolvidos na Praça da Independência, em um posto ambulante do próprio Ministério do Turismo, que está realizando ação idêntica em todas as 65 cidades brasileiras.

O início dos trabalhos em Corumbá foi acompanhado pelo presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal e secretário executivo de Relações Institucionais do Município,  Carlos Porto, que apoia a realização. “É um programa importante. Além de promover e apoiar o processo de formalização das atividades turísticas de Corumbá, garante também, a partir do cadastramento no Cadastur, uma série de vantagens e oportunidade de negócios para as empresas e profissionais que atuam na área”, destacou.

Porto conclamou os empresários do setor turístico a visitarem o posto ambulante na Praça da Independência. “É uma oportunidade que está se abrindo. No local, uma equipe especializada está à disposição para orientar os interessados sobre as inúmeras vantagens que estão sendo disponibilizadas, inclusive os vendedores ambulantes e artesãos, que poderão se tornar um microempreendedor individual, e usufruir das vantagens que estão sendo disponibilizadas”, destacou, lembrando que o programa somente está sendo desenvolvido na cidade, pelo fato de Corumbá ser um dos 65 indutores do turismo regional.

O programa está sendo desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Além de orientar a comunidade, os técnicos vão aproveitar os cinco dias na cidade para distribuir material informativo sobre a documentação necessária para o cadastro no Cadastur, sistema que recebe cadastros obrigatórios dos prestadores de serviços turísticos das atividades ligadas a meios de hospedagem (albergue, condo-hotel, flat, hotel urbano, hotel de selva, hotel fazenda, hotel histórico, pousada, resort e cama & café); agências de turismo; transportadoras turísticas; organizadoras de eventos; parques temáticos; acampamentos turísticos e guias de turismo.

Em caráter opcional, também podem se cadastrar os restaurantes, cafeterias e bares; centros de convenções; parques aquáticos; estruturas de apoio ao turismo náutico; casas de espetáculo; prestadoras de serviços de infraestrutura para eventos; locadoras de veículos para turistas; prestadoras especializadas em segmentos turísticos, e bacharéis em Turismo.

O cadastro permite a participação em eventos, feiras e ações realizados pelo Ministério do Turismo, tais como o Salão do Turismo, Vai Brasil e Portal de Hospedagem. Disponibiliza também o acesso a linhas de financiamento específicas para o turismo, por meio de bancos oficiais, além da participação em programas de qualificação promovidos e apoiados pelo Ministério, além de ser excelente fonte de consulta do mercado turístico brasileiro.

O trabalho está sendo realizado por uma equipe contratada pelo Ministério do Turismo composta por Almir Atualpa, Rodrigo Cabral, Maria Ana Silva Mendes e João Ferreira. Eles ficam na cidade até sexta-feira e, na próxima semana estarão em Bonito, concluindo esta etapa do programa. Antes, passaram por Camboriú, Paranaguá, Curitiba e Foz do Iguaçu.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional