Comunidade diz que Ruiter fez Albuquerque sair do esquecimento

Clóvis Neto

  Na opinião do padre Fábio, o prefeito Ruiter pode ser considerado um “divisor de águas” por tudo que tem feito nos últimos anos no local

As ações desenvolvidas pela Prefeitura de Corumbá no Distrito de Albuquerque são comemoradas pela comunidade local, especialmente pelo padre Fábio da Costa Vieira, pároco da igreja Imaculada Conceição. Na opinião dele, o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) pode ser considerado um “divisor de águas” por tudo que tem feito nos últimos anos para a população daquela localidade. O padre participou da inauguração da quadra poliesportiva nesta segunda-feira (28) e destacou que os moradores estão sentindo as mudanças ocorridas nos últimos anos, e que isto mostra o “envolvimento, o compromisso daquele que deve cuidar de seu povo”.

O padre disse não ter conhecimento de ações como as que estão beneficiando Albuquerque em outras administrações. Segundo ele, tudo isto faria com que o “povo demonstrasse insegurança com relação ao Poder Público. Isso mudou agora. Eu sentia desconfiança por parte do povo, mas as realizações estão acontecendo”, observou, solicitando à comunidade de uma forma geral que, a partir de agora, os moradores devem zelar pelo bem recebido.

Quem também elogiou mais esta obra em Albuquerque foi a presidente da Associação de Moradores Maria do Carmo Vitório. “Transmita todo nosso agradecimento ao prefeito Ruiter”, solicitou ao secretário Hélio de Lima. “Esta é mais uma conquista de Albuquerque, um antigo sonho que se torna realidade. Isto mostra todo afeto que o prefeito tem pela nossa comunidade. Nenhum outro prefeito olhou com tanto carinho pela nossa gente como ele. Só temos que agradecer por ele ser verdadeiramente um prefeito presente, preocupado com o nosso povo”, enfatizou a líder comunitária.

Maria do Carmo comentou que a quadra poliesportiva vai ser de fundamental importância para os alunos da Escola Luiz de Albuquerque. “Será um espaço para as atividades físicas e esportivas das nossas crianças, afastando-as da ociosidade. Aqui, eles não aprenderão apenas os fundamentos do esporte, mas também valores que levarão consigo pelo resto da vida, como o companheirismo, amizade. Este espaço, mais que formar, será uma ferramenta útil para gerar bons cidadãos”, comentou, para em seguida afirmar que “o poder público está fazendo a sua parte, cabe a nós agora, preservar, cuidar desse bem que estamos recebendo”.

Espaço de todos

Maria Auxiliadora Marques de Mello, diretora da Escola Municipal Rural Luiz de Albuquerque, comemorou a entrega da obra. Para ela, a quadra é um espaço de toda a comunidade, não apenas dos alunos. “É um sonho que está se concretizando”, destacou, lembrando que, agora, Albuquerque tem um local para práticas esportivas, atividades de lazer e encontros da comunidade. “Aliás, vai se transformar em um ponto forte de toda Albuquerque. Faltava aqui um espaço como este. O prefeito Ruiter prometeu e cumpriu”, comemorou para, em seguida lembrar que, antes, os alunos realizavam suas atividades físicas em locais inapropriados, sem qualquer infraestrutura.

“Para jogar bola, era um campinho atrás da escola. Volei, tinha que improvisar em um alicerce de uma casa abandonada. Basquete, a gente colocava a tabela no pe de caju. Agora temos a nossa própria quadra e junto, novos banheiros. Melhorou muito”, afirmou. “E não foi somente aqui. O prefeito beneficiou também nossa extensão no Porto da Manga e em breve, teremos uma outra extensão no Nabileque, e o EJA e o Ensino Fundamental no Passo do Lontra. O Ruiter demonstra mesmo estar preocupado com a nossa comunidade e esta casa e de todos, dos alunos e dos moradores de Albuquerque”, reforçou.

A obra entregue foi comemorada também pelos alunos e pelos moradores. Antes mesmo do início da solenidade, os amigos Marcelo Godoy de Brites, Igor da Silva, Breno da Silva Aral e Kesley Junior, todos com 13 anos e estudantes da 8ª série, aguardavam ansiosos a liberação do espaço para atividades esportivas. Na calçada, eles já ensaiavam jogadas de futsal, volei e basquete. “Aqui vai ser muito  melhor. Antes, era tudo lá no campinho. Quando chovia, tínhamos que ficar na sala de aula fazendo outras atividades. Agora melhora muito”, afirmavam, enquanto Natanael da Silva, de apenas 9 anos e aluno da 5ª série, apesar da pequena estatura, já ensaiava brincar com os maiores. “Vai ser muito bom aqui”, dizia.

As mães também elogiaram a obra. Rosemare Mendes de Oliveira, 38, afirmou que a quadra “vai evitar que as crianças fiquem pelas ruas”, além de ser um espaço para toda a comunidade. “Já estamos até com uma festa junina marcada para o dia 10 de julho”, observou.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional