Prefeitura levanta índice de infestação da dengue em Corumbá

A Prefeitura Municipal iniciou nesta quinta-feira, 20, o terceiro ciclo do Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), que será importante para medir o atual índice de infestação do mosquito transmissor da dengue na cidade de Corumbá. Os trabalhos estão sendo desenvolvidos por agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), ligados à Secretaria Executiva de Saúde Pública, e vai estabelecer novas ações de combate à doença.

Na cidade, conforme levantamento da Secretaria de Saúde, os casos diminuíram sensivelmente. Depois de registrar um total de 178 notificações com 61 casos confirmados na semana 12, caiu para 15 notificações e somente 2 casos na semana 19. Nesta semana, 20, ocorreram até o momento, somente 5 notificações. No total, em 2010, Corumbá está com 1.573 notificações e 376 casos confirmados.

Mesmo com a queda na incidência, a Saúde iniciou o LIRAa, que vai até amanhã, sexta-feira. O resultado será apresentado no dia 24, próxima segunda-feira. A informação é da chefe do CCZ, Grace Bastos. Conforme ela, com o resultado, a Prefeitura vai adotar novas estratégias contra a doença.

O novo LIRAa está sendo realizado em toda a cidade, que foi dividida em quatro setores. Por meio do levantamento, serão adotadas estratégias específicas, principalmente para as áreas com maior incidência de proliferação do Aedes aegypti.

O levantamento acontece nos bairros Arthur Marinho, Cervejaria, Dom Bosco, Generoso e parte 1 do centro, que integram o Extrato 01; Beira Rio, parte 2 do centro, Maria Leite, Universitário, Industrial e Previsul, Extrato 02; Centro América, Cristo Redentor, Nossa Senhora de Fátima, Popular Velha e Guatós, Extrato 03; e Aeroporto, Guarani, Jardim dos Estados, Nova Corumbá e Popular Nova, que integram o Extrato 04.

O centro, parte 1, é a região compreendida entre as ruas Edu Rocha, Wenceslau de Barros, Antonio João, Joaquim Murtinho, Antonio Maria Coelho, 13 de Junho, Antonio João, avenida General Rondon, Luis Feitosa, América e Rua Edu Rocha, um total de 78 quarteirões. Já o centro 2 abrange a Albuquerque, General Dutra, Antonio João, Joaquim Murtinho, Antonio Maria, 13 de Junho, Antonio João, General Rondon, Borrowisk e Albuquerque, num total de 77 quarteirões.

O trabalho será desenvolvido em 255 quarteirões da cidade e a previsão é visitar 1.710 imóveis até amanhã. Ao todo, 54 agentes estão envolvidos no levantamento.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional