Prefeitura anuncia novos investimentos na área de Saúde Mental

A Prefeitura de Corumbá se prepara para implantar um Centro de Atendimento Psicossocial Infanto-Juvenil, o CAPSi, e oferecer atendimento às crianças e adolescentes que sofrem de transtornos mentais. Foi o que informou na manhã desta quarta-feira (20) o secretário executivo de Saúde do Município, Lauther da Silva Serra, durante a abertura da I Conferência Microrregional de Saúde Mental – Intersetorial de Corumbá e Ladário. Na ocasião, ele adiantou que, seguindo orientação do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), a unidade deverá entrar em funcionamento já em maio deste ano.

O secretário informou que os avanços na área estão sendo significativos em Corumbá nos últimos anos. “Além do CAPSi, temos outros programas importantes, que são os projetos Saúde nas Escolas, em parceria com a Secretaria Executiva de Educação, e o Habitar, voltado ao tratamento de crianças e adolescentes com dependência química”, destacou.

Conforme Lauther, isso mostra a preocupação da Administração municipal com a questão, envolvendo outros setores além da saúde. “Somente esta parceria com a Educação vai nos permitir desenvolver um programa para atender mais de 19,8 mil crianças, na faixa etária de 10 a 15 anos. Além disso, o Habitar vai funcionar em sistema ambulatorial, com médicos, psicólogos, assistentes sociais, terapeuta ocupacional e técnicos administrativos”, comentou.

O secretário destacou que as parcerias estão se ampliando cada vez mais, mencionando os trabalhos que as Prefeituras de Corumbá e Ladário realizam juntas, estando também unidas na Conferência Microrregional de Saúde Mental. “Hoje vamos tirar propostas importantes para as etapas estadual e nacional, para podermos melhorar cada vez mais os nossos programas”, disse, acrescentando: “Juntos, nós e Ladário, estamos avançando cada vez mais na saúde, visando à melhor qualidade de vida para a população dos municípios pantaneiros”.

Para a secretária municipal em exercício de Ações Sociais, Antonieta Sabatel, a conferência pauta um compromisso da administração do prefeito Ruiter “de atenção àquelas pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade”. Ela fez um agradecimento à equipe que desenvolve ações voltadas à saúde mental, afirmando que o compromisso, a partir de agora, será ampliado com a implantação do CAPSi.

Antonieta enalteceu também as parcerias estabelecidas em torno da conferência, lembrando que não é um compromisso somente da saúde, mas de todas as áreas relacionadas na Administração. “É um tema que exige integração, e é isto o que buscamos”, frisou, ressaltando a bandeira da “não internação” e conclamando as famílias a não esconder problemas relacionados à saúde mental. “Isso de nada vai ajudar, pois a família precisa ser apoiada, e é isto que estamos procurando fazer. Nosso compromisso é com a recuperação do paciente, visando à sua reinserção social”, finalizou.

A parceria também foi enaltecida pelo secretário de Saúde de Ladário, Cleber Colleone. Conforme ele, é preciso discutir conjuntamente os rumos de uma política voltada às questões de saúde pública. “O problema da saúde mental aflige a todos nós e é nosso dever discutirmos o tema, tirando daqui as propostas para levarmos à etapa estadual e depois à nacional. Somente juntos vamos avançar na questão”, enfatizou.

A abertura contou ainda com a presença da secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, cuja secretaria vem desenvolvendo uma série de ações relacionadas à área em debate; os secretários Cássio Augusto da Costa Marques (Gestão Governamental), Maria Lúcia Ortiz Ribeiro (Promoção da Cidadania), Hélio de Lima (Educação), Marcelo Dantas (Procurador Jurídica do Município); e da secretária de Integração das Políticas Sociais de Ladário, Gisele Saab Assad e Faria; Luis Fernando Lopes, diretor do Hospital de Ladário, e outras autoridades.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional