Para Ruiter, Festival fortalece cultura e turismo de Corumbá

Clóvis Neto
 

Para o prefeito, o festival é a oportunidade para o município mostrar seu potencial cultural, histórico, e as belezas naturais do Pantanal

A sétima edição do Festival América do Sul (FAS), que ocorre em Corumbá de 28 de abril a 2 de maio, foi lançada nesta sexta-feira (9) no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez. Neste ano, os homenageados são a atriz uruguaia Glória Levy; o escritor Ignácio de Loyola Brandão; o artista plástico Humberto Espíndola; a bailarina Neide Garrido; a precursora do projeto Casa de Massa Barro, Josephina Por Deus da Silva; e o Banho de São João, festa religiosa tombada como patrimônio imaterial de Mato Grosso do Sul. Os festeiros Reginaldo Mendes Vera e Maria Paula da Silva representam este expoente da cultura corumbaense.

Para o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), o festival é a oportunidade para o município apresentar seu potencial cultural, histórico, e suas belezas naturais do Pantanal, debatendo a integração dos povos vizinhos na América do Sul. “Por meio da arte e da cultura, buscamos chamar a atenção para uma América Latina mais forte, coesa, focada no desenvolvimento integrado”, destacou, acrescentando: “O Festival América do Sul tem esse condão: o de buscar, pela interlocução de vários países, o desenvolvimento do continente”.

Segundo Ruiter, a Capital do Pantanal é o local ideal para abrigar o evento não apenas pela localização geográfica – no coração da América do Sul – mas também pelas características peculiares do povo pantaneiro. “A única coisa que o festival nunca vai perder é este local, que possuiu um solo fértil em cultura e um povo que, além de ser alegre, hospitaleiro e que sabe receber seus visitantes, tem orgulho de sua história. Temos um povo que, graças a ele, as coisas acontecem aqui”, enfatizou.

“Aproveito para deixar uma saudação especial, em nome de todos os homenageados, à senhora Josephina Por Deus, que faz uma justa homenagem a essas personalidades da nossa região”, complementou o prefeito. A festa de lançamento do 7º Festival América do Sul teve a presença do governador André Puccinelli (PMDB) e de várias outras autoridades políticas do Estado. “O Festival América do Sul é a soma dos esforços daquilo que entendemos é que governar para todos, o que dá resultado”, disse o governador.

Apoio

Realizado pelo Governo do Estado, o FAS tem apoio da Prefeitura de Corumbá, do Banco do Brasil, da Vale, do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Governo Federal, por meio dos ministérios da Cultura e do Turismo. No ato de lançamento, o superintendente do Banco do Brasil em Mato Grosso do Sul, Ricardo Lot, falou em nome dos patrocinadores e reforçou a vocação histórica do município como sede de um evento tão importante. “O Banco do Brasil está em Corumbá há 94 anos. A agência daqui foi a 14ª fundada no País e a primeira no Centro-Oeste”, lembrou Lot.

Estrutura

De acordo com o diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Américo Calheiros, a estrutura do 7º FAS será semelhante à do ano passado. “A diferença é que estaremos ainda mais perto do Porto Geral. O Centro de Convenções vai abrigar uma grande quantidade de eventos, principalmente os literários. Além disso, manteremos as atividades na Casa Vasquez e no Moinho Cultural”, afirmou Calheiros.

Doze países confirmaram presença no Pavilhão, que será montado na Avenida General Rondon. “O Festival é o segundo evento de grande porte realizado em Corumbá ao longo do ano, depois apenas do Carnaval. Então existe uma união de esforços na parte organizacional e que reflete na grande presença de público, uma das características deste evento”, destacou o secretário executivo de Relações Institucionais e diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Carlos Porto.

Atrações

As atrações musicais e de dança serão concentradas em dois palcos na Praça Generoso Ponce: o Palco Brasil e o Palco das Américas, que vão receber artistas como Diogo Nogueira, Frejat, Simone, Roberta Sá e Monobloco. Os artistas nacionais encerram a programação diária de cultura sul-americana em Corumbá.

As atrações regionais ficam por conta do grupo Funk-se e Dançurbana, na dança; Mercado Cênico e Hendÿ – Grupo circense, teatro, além das cantoras Karina Marques e Marina Dalla, o duo Cancionância, show instrumental de Anderson Rocha e a banda douradense André Pantera e Banda, como atrações musicais. A programação completa está no endereço eletrônico www.festivalamericadosul.com.br.

Rodrigo Nascimento – Subsecretaria de Comunicação Institucional