Ruiter: Pantanal é exemplo de preservação e desenvolvimento

Marcos Boaventura
 

“O produtor rural ocupa o Pantanal há décadas, e isso mostra que o pantaneiro sabe respeitar o meio ambiente”, defendeu o prefeito

“Nós temos, reconhecidamente, o Pantanal como o mais preservado bioma do nosso País. Isso mostra que é possível criarmos as condições para o desenvolvimento e o crescimento, sem abrir mão da respeitabilidade”. A afirmação foi feita na tarde desta quarta-feira (9) pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), que participou de audiência pública no Centro de Convenções do Pantanal Miguel Gómez, realizada pela Prefeitura de Corumbá e pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados que estuda modificações ao Código Florestal Brasileiro (Lei nº. 4.771/65).

Destacando o trabalho realizado pelo vice-prefeito Ricardo Eboli (PMDB) ao viabilizar a audiência pública na cidade, Ruiter demonstrou satisfação com o resultado final do evento. Para ele, o debate permitiu coletar o maior número de informações possível e que, com certeza, contribuirão para a elaboração do novo Código Florestal Brasileiro. “Foi uma oportunidade de manifestarmos nossas aspirações. Isso por si só coroa o trabalho da comissão”, reforçou.

O prefeito se colocou à disposição para o encaminhamento de propostas, inclusive informações técnicas que contribuam e façam valer a vontade do povo pantaneiro. “Questionamos muito as legislações que são feitas dentro de gabinetes, escritórios, sem conhecer a realidade local. Mas neste caso, os deputados vieram aqui, ouviram pessoas experientes e cujo histórico de ocupação do Pantanal remonta a mais de 200 anos. Diante disso, os resultados certamente serão melhores”, previu.

No entanto, Ruiter criticou o fato de a região não ter o seu devido reconhecimento, afirmando que, por ser compreendida como santuário ecológico e patrimônio da humanidade, muitas vezes é apontada como uma restrição ao desenvolvimento. “Corumbá, que detém grande parte do Pantanal, é o maior produtor de rebanho bovino do Brasil e, mesmo assim, a região é um dos biomas mais preservados do País, o que mostra que é possível desenvolver em harmonia com a natureza”, argumentou.

“O produtor rural ocupa o Pantanal há décadas, e isso mostra que o pantaneiro, de maneira geral, sabe sim respeitar o meio ambiente, preservar”, defendeu o prefeito, acrescentando: “O clamor do povo pantaneiro é que possa ser devidamente respeitado. E, sobretudo, que as decisões sejam oriundas não de gabinetes daqueles que não conhecem o Pantanal, mas que contemplem a manifestação daqueles que aqui vivem”.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional