Prefeitura faz novo levantamento de infestação predial da dengue

A Prefeitura de Corumbá, por meio da Secretaria Executiva de Saúde Pública, realiza nos próximos dias 22 e 23 novo Levantamento de Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), que será de extrema importância para estabelecer novas ações de combate à dengue na cidade. O trabalho será desenvolvido por agentes de endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), e o resultado será divulgado no dia 25.

A informação é da Gerência de Vigilância em Saúde da prefeitura, segundo a qual as ações intensificadas no combate à dengue iniciadas em janeiro continuam sendo realizadas na cidade, e o próximo LIRAa vai permitir adotar novas estratégias para conter o avanço da doença. Conforme a gerente Viviane Ametlla, o último levantamento realizando no início deste ano permitiu colocar em prática o projeto que envolve mais de 500 pessoas, com previsão para ser concluído no dia 31 deste mês.

O novo LIRAa será realizado em toda a cidade, que foi dividida em quatro setores. Por meio do levantamento, serão adotadas estratégias específicas, principalmente para as áreas com maior incidência de proliferação do Aedes aegypti. De acordo com o último trabalho realizado, o índice registrado na cidade foi de 3,1%. A maior incidência foi nos reservatórios de água localizados ao nível de solo, que representam 62,2% dos focos.

O trabalho de janeiro apontou queda com relação aos depósitos móveis (vasos, pratos de planta, entre outros). Em novembro, a incidência havia ficado em 22,2% e em janeiro, 18,9%. Outra queda representativa foi em relação aos depósitos fixos (calhas, lajes, ralos de água, entre outros). Também naquele mês, o LIRAa apontou um índice de 22,2%. Em janeiro, ficou em 8,1%.

Setores

No novo levantamento, os agentes realizarão o trabalho nos setores um, formado pelos bairros Arthur Marinho, Cervejaria, Dom Bosco, Generoso e Centro 01; dois, dos bairros Beira Rio, Borroswik, Centro 02, Maria Leite, Universitário, Industrial e Previsul; três, no Centro América, Cristo Redentor, Nossa Senhora de Fátima, Popular Velha e Guatós; e quatro, nos bairros Aeroporto, Guarani, Jardim dos Estados, Nova Corumbá e Popular Nova.

Pelo último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, atualizado no último dia 16, Corumbá está com 708 notificações da doença e 122 casos confirmados, sendo três importados de outras regiões. O centro da cidade continua encabeçando a lista, com 128 notificações. Já o bairro Universitário, outra região preocupante, até o dia 16, estava com 101 notificações. O Universitário é o bairro com mais casos confirmados: 35 contra 31 do centro. Outras regiões preocupantes são os bairros Maria Leite, com 100 notificações e 16 casos confirmados, e o Centro América, com 50 notificações e 11 confirmações. O boletim refere-se às 10 primeiras semanas epidemiológicas do ano e parte da 11ª.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional