Estabelecimento Penal Feminino ganha primeiro berçário de MS

Gilson de Carvalho
 

Parceria entre a Prefeitura de Corumbá e a Agepen é importante para a ressocialização de quem se encontra nos estabelecimentos penais

Corumbá ganhou, na tarde desta quarta-feira (10), o primeiro berçário construído dentro de um estabelecimento penal feminino de Mato Grosso do Sul. A obra é fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen) e, de imediato, vai atender cinco crianças com até oito meses de idades, cujas mães são internas da unidade. A solenidade de inauguração contou com a presença do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT), da secretária especial de Integração das Políticas Sociais, Beatriz Cavassa de Oliveira, e do diretor-presidente da Agepen, Deusdete Oliveira, entre outras autoridades.

Durante a inauguração, o prefeito corumbaense destacou as palavras da interna Tatiana Ferreira da Silva que, em nome das demais mães, agradeceu a iniciativa. “Ela externou com objetividade o significado deste momento, ao afirmar que o berçário será fundamental para os filhos que não precisarão mais ficar dentro das celas”, disse. Em seguida, ele pediu que as mães aproveitem o espaço e desfrutem com a máxima intensidade da “conquista, que é de todos, e que vai proporcionar momentos de amor e proximidade entre mães e filhos”.

Ruiter destacou, por fim, a parceria entre os governos municipal e estadual pela implantação do berçário, lembrando que a prefeitura e a Agepen já são parceiras no Programa Elo, que está sendo importante para a ressocialização das pessoas que se encontram em regime semi-aberto. “São parcerias importantes para minimizar os problemas e construir uma sociedade mais humana, fraterna e preocupada com o restabelecimento da cidadania”, concluiu.

Reincidência

Para o diretor-presidente da Agepen, as ações em parceria com a Prefeitura de Corumbá contribuem para a redução da criminalidade envolvendo pessoas com passagem pelos estabelecimentos penais. Conforme ele, a reincidência tem ficado em torno de 3 a 5% a partir do momento que o interno encontra-se trabalhando. Sem trabalho, sobe para 80%.

Deusdete enfatizou que tais ações em Corumbá já têm reflexo em outros municípios, e que tudo isso se deve ao fato de a cidade ter um prefeito “sensível, humano”, que se preocupa com as mães que se encontram no estabelecimento penal, a maioria de outros estados e até mesmo de outros países. Ele fez um apelo para que as mães internas também se preocupem com elas mesmas, utilizando satisfatoriamente o berçário, obra fundamental para retirar os filhos das celas.

O investimento no local totaliza R$ 23.168,38, oriundos da prefeitura e do FMIS. Na aquisição de mobiliário, equipamentos eletrônicos, eletrodomésticos, utensílios de cozinha e dormitório, foram aplicados R$ 8.672, sendo R$ 6.600 do fundo e R$ 2.052 da prefeitura. Para a implantação do berçário, foi necessário efetuar a reforma e reparos das antigas instalações, executadas pelo Município, ao custo de R$ 14.510,38. O Comitê de Cidadania dos Empregados da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), de Brasília-DF, foi parceiro na compra de brinquedos.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional