Escola de Música Manoel Florêncio recebe 125 novos alunos

Marcos Boaventura
 

A aula inaugural, realizada na sede da instituição, reuniu pais, alunos, integrantes e professores da banda Manoel Florêncio

Começaram nesta segunda-feira (8) as aulas para os novos alunos da Escola de Música Manoel Florêncio. Mantido pela Prefeitura de Corumbá, o projeto vai ensinar os conceitos da música e de diversos instrumentos de corda, sopro e percussão a 125 crianças e adolescentes com idade entre 9 e 17 anos. Eles foram divididos em cinco turmas (uma no período matutino e quatro no vespertino), com média de 23 alunos cada uma. A aula inaugural, realizada na sede da instituição, reuniu pais, alunos, integrantes e professores da banda Manoel Florêncio.

O secretário executivo de Relações Institucionais e diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo, Carlos Porto, representou o prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) na solenidade. “Com suas apresentações por diversas partes do país, a banda canta o que representa Corumbá e o que significa o Pantanal por meio da música”, disse. Destacando que o resgate e o reconhecimento da cultura pantaneira são algumas das obras mais importantes da administração Ruiter, ele completou: “Aqui vocês terão a oportunidade de aprender, se qualificar e depois até instruir seus próximos colegas. Este conhecimento também pode ajudá-los a seguir uma carreira artística”.

A superintendente de Cultura de Corumbá, Heloísa Helena da Costa Urt, parabenizou os pais pela boa escolha que fizeram ao matricularem os filhos no projeto. “Todos estão de parabéns. Tanto os pais quanto as crianças, porque priorizar a arte na formação de cidadão é algo cujo valor nem todas as pessoas conseguem enxergar. A música não faz só bem para quem ouve, mas também para quem trabalha com ela”, destacou. Já o mastro José Carlos Marques Pereira enfatizou a oportunidade oferecida pela prefeitura. “Espero que todos aproveitem o máximo possível de tudo o que oferecemos aqui”, disse.

Aulas e instrumentos

A escola existe desde 10 de janeiro de 1963 e, a exemplo da banda Manoel Florêncio, ganhou grande incentivo nos últimos cinco anos. Além dos novos alunos, há os remanescentes de anos anteriores que continuam na escola e já integram a Banda Manoel Florêncio. Durante os trabalhos, os alunos receberão aulas de teoria musical na área instrumental, principalmente de sopro. Entre os instrumentos mais procurados estão clarinete, trompete, saxofone e trombone, seguidos dos instrumentos de percussão.

Além do maestro e professor José Carlos, a escola de música tem em sua coordenação os instrutores Edmilson, Kleber, Roberto, Diogo, Estevão, Gisley, Eder, Sebastião, João Henrique, Nery e o professor Luciano Gibaile, maestro e coordenador do Coral Cidade Branca. A maior parte dos instrutores é formada dentro da própria instituição e integra a Banda Manoel Florêncio.

Rodrigo Nascimento – Subsecretaria de Comunicação Institucional