Corumbá iniciou hoje a campanha de vacinação contra gripe A

Corumbá abriu nesta segunda-feira (8) a campanha de vacinação contra a gripe A – Influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína. A imunização segue um cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde e, nesta primeira etapa, serão atendidos os trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia e a população indígena. A vacinação está a cargo da Secretaria Executiva de Saúde Pública e será desenvolvida nas unidades de saúde do município.

A Secretaria de Saúde pretende vacinar 3.026 crianças na faixa etária de seis meses e menos de dois anos; 18.011 jovens de 20 a 29 anos; 13.840 na faixa etária de 30 a 39 anos; 2.036 gestantes (de 10 a 49 anos); 995 trabalhadores em saúde; e 6.191 idosos de 60 anos em diante. A imunização também vai alcançar indígenas, abrangendo a totalidade da população que vive em aldeias, e será realizada em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

A estratégia de vacinar adultos saudáveis de 30 a 39 anos contra a gripe pandêmica foi anunciada na semana passada pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, pelo fato de ter sido o grupo com maior número de hospitalizações e mortes depois daqueles já priorizados nas etapas anteriormente definidas. A vacinação dessa faixa etária ocorre de 10 a 21 de maio.

Etapas

A primeira etapa da vacinação vai até o próximo dia 19. Nesta fase, serão imunizados os trabalhadores da rede de atenção à saúde e profissionais envolvidos na resposta à pandemia e a população indígena. Entre os trabalhadores, estão médicos, enfermeiros, recepcionistas, pessoal de limpeza e segurança, motoristas de ambulância e outros profissionais que atuam nas unidades que prestam assistência aos pacientes, equipes de laboratório e profissionais que atuam na investigação epidemiológica.

Entre 22 de março e 2 de abril, a campanha abrangerá grávidas em qualquer período de gestação, pessoas com problemas crônicos (exceto idosos, que serão chamados posteriormente) e crianças de seis meses a dois anos incompletos (23 meses). Na lista, entram doenças do coração, pulmão, fígado, rins e sangue; diabéticos, pessoas com deficiência do sistema imunológico e obesos grau 3.

As gestantes começam a ser imunizadas nesse período e devem tomar a vacina até 2 de abril. As mulheres que engravidarem após esse período deverão procurar um posto de saúde até o fim da campanha e terão sua vacina garantida. Já as crianças de 6 meses a 2 anos incompletos devem receber meia dose da vacina e, depois de 30 dias, tomarão a outra meia dose.

Adultos de 20 a 29 anos são o público-alvo da terceira fase, que vai de 5 a 23 de abril. A etapa seguinte, de 24 de abril a 7 de maio, coincide com a campanha anual de vacinação contra a gripe comum. Nesse período, os idosos serão imunizados para a influenza sazonal, como ocorre todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, receberão também a vacina contra a gripe pandêmica. A estratégia foi elaborada de forma que a população da faixa etária se dirija aos locais de vacinação apenas uma vez.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional