Corumbá abre segunda etapa da vacinação contra ‘gripe suína’

A segunda etapa da campanha de vacinação contra a gripe A – Influenza A (H1N1) foi aberta nesta segunda-feira (22), em sete unidades de saúde de Corumbá. Desta vez, a imunização é destinada a crianças com idade entre seis meses e dois anos, gestantes e doentes crônicos. Os trabalhos estão sendo coordenados pela Secretaria Executiva de Saúde Pública e seguem um cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde.

A vacina contra a gripe suína, como é conhecida, pode ser encontrada nas unidades de saúde da Ladeira, na Ladeira Cunha e Cruz, centro da cidade; Gastão de Oliveira, na Rua Nossa Senhora da Conceição, bairro Maria Leite; Dom Bosco, na Alameda Laranjeira, bairro Dom Bosco; Fernando Moutinho, na Rua Rio Grande do Sul, bairro Cristo Redentor; Kadiwéus, na Rua Cyríaco de Toledo, bairro Kadiwéus; Paulo Maissato, na Rua Cyríaco de Toledo, Nova Corumbá; e Humberto Pereira, na Rua Luiz Feitosa Rodrigues, bairro Nossa Senhora de Fátima.

Na vacinação das crianças, pais e responsáveis devem levar aos locais de imunização apenas os bebês que já completaram seis meses de idade e os menores de dois anos, munidos do cartão de vacinação.  As crianças receberão uma dose dividida em duas vezes. A segunda meia dose será administrada 30 dias após a primeira. Se a criança completar seis meses depois do dia 2 de abril, também poderá ser vacinada normalmente.

Já as gestantes devem se vacinar independentemente do período. As mulheres que engravidarem após o fim dessa etapa poderão se imunizar nas fases seguintes. Em relação aos doentes crônicos, devem procurar os postos de vacinação pessoas com menos de 60 anos que têm problemas sérios de coração, pulmão, rins, fígado, diabéticos, pacientes em tratamento para Aids e câncer ou os chamados grandes obesos. Aqueles que serão vacinados devem levar aos postos um documento de identidade com foto e a carteira de vacinação do adulto, se possuírem. Não é necessário apresentar atestado médico para comprovar a doença crônica.

A terceira etapa será destinada a adultos de 20 a 29 anos, no período de 5 a 23 de abril. A etapa seguinte, de 24 de abril a 7 de maio, coincide com a campanha anual de vacinação contra a gripe comum. Nesse período, os idosos serão imunizados para a influenza sazonal, como ocorre todos os anos. Se tiverem doenças crônicas, receberão também a vacina contra a gripe pandêmica. A estratégia foi elaborada de forma que a população da faixa etária se dirija aos locais de vacinação apenas uma vez.

A última etapa será destinada a adultos saudáveis de 30 a 39 anos. A vacinação ocorre de 10 a 21 de maio. A Secretaria de Saúde pretende vacinar 3.026 crianças na faixa etária de seis meses até dois anos; 18.011 jovens de 20 a 29 anos; 13.840 na faixa etária de 30 a 39 anos; 2.036 gestantes (até 49 anos); e 6.191 idosos de 60 anos em diante. Até a semana passada, a vacinação atendeu trabalhadores em saúde e a população indígena, cuja imunização ocorreu em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional