Prefeitura busca incrementar produção de feijão em Corumbá

Antônio Carlos
 

O primeiro passo foi dado hoje, com a entrega de 2,4 mil quilos de sementes de feijão a 180 pequenos produtores de assentamentos

A Prefeitura de Corumbá trabalha para tornar a cidade auto-suficiente na produção de feijão, com o intuito de melhorar a renda familiar do pequeno produtor e, ao mesmo tempo, colocar no mercado um alimento saudável para o consumidor e a preço compatível. O trabalho está sendo desenvolvido pela Fundação Terra Pantanal, em parceria com produtores rurais dos assentamentos localizados no município.

O primeiro passo foi dado na manhã desta segunda-feira (8), com a entrega de 2,4 mil quilos de sementes de feijão a 180 pequenos produtores, integrantes de sete associações dos assentamentos Tamarineiro II, Paiolzinho e Taquaral. “É o início de um processo para tornar os assentamentos auto-suficientes na produção do feijão”, explicou o diretor-presidente da fundação, Wilton Gomes Panovitch, que coordena o processo.

“A decisão do prefeito Ruiter Cunha de Oliveira, ao fazer a fusão da Fundação Terra Pantanal com a antiga Secretaria Executiva de Desenvolvimento Agropecuário, foi justamente para concentrar todos os programas voltados ao pequeno produtor em uma única pasta”, afirmou Panovitch, acrescentando: “Anteriormente, a fundação estava voltada mais à comercialização dos produtos de nossa região. Agora damos assistência técnica também para a produção. A orientação do prefeito é promover a geração de renda, mantendo o homem no campo e viabilizando a comercialização de sua produção”.

O diretor-presidente prevê que os resultados serão alcançados em um futuro bem próximo. “Hoje, estamos entregando 2,4 mil quilos de sementes de feijão. O pensamento é com a subsistência da família do pequeno produtor. O excedente será colocado no mercado de trabalho e a prefeitura vai atuar conjuntamente, dando assistência não apenas no plantio, mas também no escoamento da produção, por meio da comercialização na cidade”, observou.

Atualmente, a Bolívia é um forte concorrente de Corumbá neste setor econômico. No entanto, Panovitch aposta que, em breve, a cidade estará em condições de fazer frente ao feijão boliviano, embora seja “preciso ter um produto de qualidade para tanto, além de regularidade da produção”. Até mesmo a embalagem será alvo de estudos por parte da prefeitura, que não descarta também a compra direta, inclusive para a merenda escolar.

O produtor Antônio Dias dos Santos, do Paiolzinho, disse que a decisão é importante porque os agricultores enfrentam dificuldades em comercializar o excedente da produção, e agora é possível ficar otimista. O presidente da Associação dos Pequenos Produtores do Paiolzinho, Airton de Aquino, tem a mesma opinião. “Esta decisão vai trazer benefícios para todos nós. Muitos produtores não têm condições de comprar a semente do feijão. Hoje, estamos recebendo esta doação já com um planejamento para vender o excedente. A nossa expectativa é colocar o produtor no mercado de trabalho”, reforçou.

110 toneladas

A expectativa é que, com os 2,4 mil quilos entregues nesta segunda-feira às associações, a produção na próxima safra (o plantio ocorre entre março e abril) chegue a 110 toneladas. Para o plantio, a Fundação Terra Pantanal disponibilizará total assistência técnica, inclusive com patrulha mecanizada para o preparo da terra.

Já em relação às próximas safras, outro fato importante é que, após a colheita da safra de 2010, as associações deverão entregar à fundação o dobro do que foi entregue hoje. Serão 4,8 mil quilos que passarão a fazer parte de um “banco de sementes” que será mantida pela prefeitura, já visando à safra 2011.

“Isto vai garantir que se dobre a produção nas 180 propriedades que estão sendo beneficiadas agora, além de ampliar o leque de atuação da prefeitura”, ressaltou Panovitch, lembrando que os 2,4 mil quilos de sementes de feijão foram repassados à instituição pela Secretaria Executiva de Assistência Social, que as recebeu como doação da Receita Federal.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional