Para Ruiter, parceria com Vale renova esperanças da comunidade

Clóvis Neto
 

“A parceria pode inaugurar um novo ciclo de relações, porque os propósitos da instituição coincidem com os nossos”, disse o prefeito

O prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT) classificou como de grande significado para a região pantaneira os protocolos de intenções firmados na noite de quinta-feira (18) entre as prefeituras de Corumbá e Ladário e a Fundação Vale. Para ele, os investimentos propostos nas áreas de gestão pública, infraestrutura urbana, desenvolvimento econômico e, principalmente, habitação, vão ao encontro da política pública adotada pela administração, no que se refere ao problemático déficit habitacional local, cujos índices estão sendo reduzidos sensivelmente nos últimos anos.

O documento firmado com a Fundação Vale, conforme o chefe do Executivo corumbaense, renova as esperanças da comunidade pantaneira na parceria entre as empresas mineradoras e o Município. “(A parceria) pode inaugurar um novo ciclo de relações, porque a declaração de propósitos e os valores da instituição coincidem inteiramente com os nossos”, argumentou, lembrando que, durante sua administração, todos os projetos e programas estão “direcionados ao desenvolvimento urbano, guiados pela visão de que, no mais breve futuro possível, a cidade irá recuperar o consenso das opiniões sobre ser um ótimo lugar para se viver”.

O prefeito ressaltou ainda que a preocupação em direcionar os esforços neste sentido se deve justamente ao fato de que as “pessoas são a grande riqueza a ser preservada e promovida”, e que a pretensão e fazer com que o município seja “visto como um paraíso onde as pessoas possam coexistir, criar seus filhos e prosperar, sem entrar em conflito ou degradar a natureza”.

Ao elogiar a iniciativa da Fundação Vale de aplicar recursos (R$ 2 milhões a título de subsídio) para construção de moradias em Corumbá e Ladário, Ruiter lembrou que os recursos provenientes dos impostos pagos pela mineradora são, na maioria, aplicados na recuperação, conservação e ampliação da infraestrutura urbana e na manutenção e melhoria dos serviços públicos essenciais. “A cidade foi sendo sucateada ao longo de décadas e, até hoje, trabalhamos para sanar os efeitos negativos do descaso”, enfatizou.

Cidade carente

O prefeito de Ladário, José Antônio Assad e Faria (PT) também comemorou o momento. Ele observou que seu município é carente de infraestrutura urbana e que a parceria firmada será de extrema importância para melhorar os índices sociais, com quais ruas pavimentadas, drenagem, moradias e outros benefícios.

“Hoje estamos vivendo dias melhores e rompendo o isolamento. Temos apoio do senador Delcídio (do Amaral, PT) e do deputado estadual Paulo Duarte (PT), que são nossos parceiros, assim como da Marinha do Brasil e da Prefeitura de Corumbá o seu povo”, destacou o prefeito ladarense.

Com relação ao protocolo firmado com a Fundação Vale, José Antônio salientou que o instrumento será importante por representar o desenvolvimento econômico e humano, com a perspectiva de novas casas para atender a população de baixa renda.

Para o gerente geral da Vale – Complexo Corumbá, Azemar Sepúlveda Neto, o propósito da empresa é buscar sempre a melhoria da qualidade de vida e da preservação do Pantanal. Após fazer um relato sobre a atuação da mineradora na região, e dos investimentos na área social, afirmou que o protocolo é mais uma mostra de que a Vale acredita no potencial das duas cidades e que, por isso, continua investindo.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional