O samba de Arlindo Cruz encerra o carnaval de 2010 em Corumbá

O sambista Arlindo Cruz é a grande atração da noite desta terça-feira, no encerramento do carnaval em Corumbá, o melhor do centro oeste brasileiro. Ele se apresenta no palco da praça Generoso Ponce logo após o encerramento do desfile cultural na passarela do samba. É o presente que a Prefeitura Municipal proporciona ao folião corumbaense e turistas que prestigiam a capital pantaneira, na despedia da folia de 2010.

Arlindo Domingos da Cruz Filho, conhecido como Arlindo Cruz, é um dos nomes mais respeitados do samba, como instrumentista, compositor e intérprete. Foi aos 7 anos que ele ganhou seu primeiro instrumento. Seu pai lhe deu um cavaquinho e Arlindo se apressou em dar os primeiros passos na música.

Aos 12 anos entrou para a escola Flor do Méier, onde estudou teoria, solfejo e violão clássico por dois anos. Pouco mais tarde já participava de rodas de samba com diversos artistas, como Candeia que é considerado seu padrinho musical.

Em 1980, passou a frequentar as rodas de samba do Cacique de Ramos, onde ele sabia que vários artistas eram revelados e foi bem recebido por todos. Entre os frequentadores do Cacique, estavam Neoci, Dida, Jorge Aragão, Luiz Carlos da Vila Beth Carvalho, Beto sem Braço, Bira, Ubirani, Almir Guineto entre outros.

O músico foi convidado para participar do grupo Fundo de Quintal e se manteve por 12 anos. Nesse período, diversas músicas de Arlindo emplacaram como sucesso com outros artistas.

Depois de sair pacificamente do grupo, o cantor lançou CD solo e mais tarde alcançou ainda mais sucesso fazendo dupla com Sombrinha. Em 1996, lançaram o seu primeiro álbum. A união durou até 2000 e o artista segue carreira solo.