Ensaio geral e bateria da Mangueira levam 15 mil para a avenida

Marcos Boaventura
 

A novidade deste ano foi a bateria Surdo Um, da Mangueira, uma oportunidade de conhecer e trocar experiências com os músicos

Cerca de 15 mil pessoas acompanharam o ensaio geral das escolas de samba de Corumbá e o show da bateria da Estação Primeira de Mangueira, do Rio de Janeiro-RJ, na noite deste domingo (7), na passarela pantaneira do samba. Como observou o secretário executivo de Relações Institucionais e diretor-presidente da Fundação de Cultura e Turismo do Pantanal, Carlos Porto, a festa foi apenas uma prévia do espetáculo que a cidade prepara para este ano.

“O ensaio geral é a oportunidade que as agremiações têm para avaliar seu desempenho na avenida. As baterias, por exemplo, têm nesta noite a possibilidade de testar o recuo, de fazê-lo da forma possível para que a escola não perca a harmonia”, afirmou Porto. Este é o terceiro ano consecutivo que as entidades carnavalescas fazem a prévia. “A cada ano, o público participa e se envolve mais com esta oportunidade, assim como as próprias escolas”, continuou.

A novidade deste ano foi a participação da bateria Surdo Um, da Mangueira, uma das mais tradicionais escola de samba do Rio de Janeiro. “A Prefeitura de Corumbá buscou dar uma oportunidade a mais, para o público e para as escolas, de conhecer e trocar experiências com estes músicos. É uma troca com a qual o público corumbaense só tem a ganhar, tanto em conhecimento quanto em lazer”, completou o secretário.

Foram mais de cinco horas de atividades e muita música. O ensaio geral começou pouco depois das 19 horas, logo após a passagem do bloco de sujo Cibalena, que também fez na noite de ontem o “esquenta” de sua descida na Avenida General Rondon, o que ocorre tradicionalmente na sexta-feira de carnaval. Democrático, o bloco arrasta mais de 10 mil pessoas, a grande maioria fantasiada com peças e ornamentos do sexo oposto.

Pelo grupo de acesso, a escola Acadêmicos do Pantanal foi a primeira a passar pela avenida. A Caprichosos de Corumbá desceu em seguida, mantendo a animação do público. Por problemas internos, a Marquês de Sapucaí não participou do ensaio. A Mocidade Independente da Nova Corumbá fechou o ensaio do grupo.

A preparação das escolas do grupo especial começou com a Unidos da Major Gama. Em seguida, a Unidos da Vila Mamona embalou os foliões. Animação continuou com A Pesada e a Império do Morro, que fechou o ensaio em grande estilo. Além das baterias, algumas agremiações também levaram carros alegóricos e as comissões de frente, tudo para fazer um grande desfile nos dias 14 e 15.

Rodrigo Nascimento – Subsecretaria de Comunicação Institucional