Sonhando com casa própria, população já se cadastra em massa

  Clóvis Neto
  

Para evitar filas enormes, estão sendo distribuídas senhas, facilitando inclusive o trabalho de quem faz o atendimento

Corumbá iniciou nesta quarta-feira (13) o cadastramento para o Programa Minha Casa, Minha Vida, lançado em 30 de dezembro pelo prefeito Ruiter Cunha de Oliveira (PT). Em um primeiro momento, a iniciativa vai assegurar moradia digna de vida para 1 mil famílias, com a possibilidade de esse número chegar a 1,5 mil. O cadastro pode ser feito em 10 locais, escolhidos de forma estratégica pela Prefeitura Municipal, para atender a população corumbaense, no horário das 7h30 às 11 horas e das 15h às 19 horas, de segunda a sexta-feira.

O cadastramento está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Integrado, por meio da Secretaria Executiva de Habitação e Regularização Fundiária. O secretário executivo Luiz Mário Preza Romão está acompanhando os trabalhos e explicou que, apesar da chuva que caiu na cidade durante boa parte da manhã, a procura foi intensa. Para evitar filas enormes, estão sendo distribuídas senhas, facilitando inclusive os serviços por parte das pessoas que estão fazendo o atendimento.

Na Escola Municipal Delcídio do Amaral, por exemplo, a procura foi intensa e as senhas já haviam sido distribuídas antes mesmo das 8 horas, conforme informou a atendente Camila Campos, voluntária da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). “A procura foi muito grande logo no início da manhã. Ainda tem gente procurando e estamos pedindo para retornar no dia seguinte”, informou.

Luiz Mário explicou que, diariamente, cada atendente fica responsável pelo cadastramento de 40 famílias, ou 20 por turno. “É bom lembrar que o cadastramento nas escolas ocorre até o dia 4 de fevereiro. A partir de então, teremos uma estrutura na casa onde funciona o setor social do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e no Espaço Educacional. A população não precisa se preocupar. Todos serão atendidos e farão parte do nosso cadastro”, assegurou.

Locais

O cadastramento está acontecendo no Espaço Educacional, Rua 13 de Junho, 1.557 – Centro; Casa do Plano Diretor, Rua Cuiabá, 1.333 – Centro (onde funciona o setor social do PAC); Centro Profissional Dom Bosco, Rua 13 de Junho, 2.660 – Bairro Dom Bosco; e nas escolas municipais Ângela Maria Perez, Cássio Leite de Barros, Fernando de Barros, José de Souza Damy, Luis Feitosa Rodrigues, Tilma Fernandes e Delcídio do Amaral.

O secretário executivo afirmou que a Escola Rachid Bardauil, por estar em reforma, não está efetuando o cadastramento. As famílias da região do bairro Aeroporto e localidades vizinhas podem procurar o Centro Profissional Dom Bosco, onde foi montada uma estrutura reforçada para garantir a demanda. Vale lembrar, ainda, que, para se cadastrar, o candidato precisa portar RG, CPF, título de eleitor, comprovante de residência e certidão de nascimento dos dependentes.

Casa na cidade

Trabalhador rural e morador em fazenda, Hermínio Antônio Nunes de Oliveira, 65 anos, está aproveitando a oportunidade de conseguir uma casa na cidade para morar com seus familiares. Ele chegou à Escola Delcídio do Amaral por volta das 10 horas e, mesmo após receber a informação de que teria que retornar amanhã (as senhas já haviam sido distribuídas), mostrou otimismo.

“Sempre morei na fazenda. Se conseguir a casa, vou me mudar para a cidade, junto com minha esposa”, afirmou o aposentado, que busca seu espaço para não “precisar mais ficar na casa da minha filha, quando estou aqui”.

O operador de máquinas Isaias de Jesus Campos, 41 aos, é outro que quer realizar o sonho da casa própria. Separado, ele deixou sua antiga casa para os filhos e a ex-esposa. Agora, com o Minha Casa, Minha Vida, espera conseguir um imóvel, mesmo sabendo que terá que se mudar para Corumbá. “Moro em Ladário, pago aluguel. Se conseguir uma casa, mudo para cá”, afirmou.

Antônio Carlos – Subsecretaria de Comunicação Institucional